Em janeiro de 2015, o Governo do Estado iniciou a redução significativa de policiais militares que exercem atividades administrativas em órgãos municipais e estaduais, incluindo o próprio Poder Executivo. A medida teve como objetivo transferir esses policiais para atividades nas ruas da capital e do interior, ampliando a segurança da população.

Desde aquele ano, o Governo do Estado tem, gradativamente, transferido para a atividade de rua policiais militares que executavam serviços administrativos na Governadoria, em secretarias do Estado e diversas outras instituições, como Ministério Público, Assembleia Legislativa e Tribunal de Justiça da Bahia.

Atualmente, 800 policiais militares continuam prestando serviço, em escala extra, em instituições municipais. Esse efetivo permanecerá trabalhando nos postos de saúde de Salvador, entre outras estruturas da Prefeitura da capital. Os policiais militares remanejados da Prefeitura prestavam serviço na Assistência Militar da Prefeitura e, a partir de agora, atuarão nas ruas de Salvador, reforçando a segurança pública para a população.