Em mais uma etapa da Operação Burla, realizada nesta quarta-feira (2), a Empresa de Águas e Saneamento (Embasa) localizou ligações irregulares de água em dois prédios comerciais de grande porte no centro de Salvador. A ação contou com apoio das polícias Militar, Civil e Técnica. Na Avenida Sete de Setembro, a equipe localizou uma ligação clandestina reincidente em um edifício comercial. O responsável pelo imóvel já havia sido notificado em outras ocasiões, mas não corrigiu a irregularidade. Dessa vez, o síndico do condomínio foi conduzido à Delegacia dos Barris para prestar esclarecimentos.

“Essa operação consiste em ir a alguns pontos de consumidores que estão fazendo algum tipo de desvio da água e a gente tem uma suspeita com base em pesquisas, por exemplo, a questão do consumo compatível com o imóvel. Nós selecionamos as matrículas e vamos com a equipe ao local para retirar essa fraude. Se for o caso, conduzir o responsável à delegacia”, explicou o coordenador geral da Operação Burla, Leonardo Dias.

Embasa
(Foto: Carol Garcia/GOVBA)

Em outro ponto da ação, na Rua Carlos Gomes, o hidrômetro do edifício estava desligado, mas o abastecimento estava sendo feito pela rede da Embasa. A fraude de água, conhecida como gato, é crime e gera prejuízos ao sistema de abastecimento. De março a julho deste ano, outras dez ligações irregulares em estabelecimentos comerciais foram retiradas. A ação também combate gatos de água em residências. Das 24 mil verificações realizadas em 2017, 31% confirmaram irregularidade. Cerca de 16,6 milhões de litros de água deixaram de ser desperdiçados.

“Um dos grandes motivos da perda de água é a questão do furto. Existe uma parcela da população que se sente à margem da legislação e entende que furtar água é uma coisa normal e isso causa o desperdício. Imagine que você tem uma rua e você tem um desvio que pode causar um vazamento e essa água acaba não chegando na residência da pessoa que paga em dia”, complementa o coordenador da operação, que também ressalta a possível contaminação da água. Para ajudar a combater os gatos de água, a Embasa conta com a ajuda da população, que pode denunciar ligações clandestinas pelo telefone 0800 0555 195 e pela internet, no site da Embasa.

Repórter: Lina Magali