Mais dois editais para desenvolvimento de projetos de iniciação esportiva foram lançados e já estão disponíveis no site da Superintendência dos Desportos (Sudesb), vinculada à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). Os dois chamamentos públicos somam-se aos quatro já publicados pela autarquia do esporte na semana passada, totalizando um investimento nos seis editais de mais de R$ 5,4 milhões. 
Nos dois novos chamamentos públicos, número 8 e número 9, a Sudesb propõe que as entidades interessadas em participar devem apresentar projetos de iniciação esportiva para acontecerem nos Centros Sociais Urbanos dos bairros de Castelo Branco e Nordeste de Amaralina, respectivamente.
O edital 8 (CSU de Castelo Branco e com valor de R$ 523.312,66) prevê as modalidades de futebol, capoeira, karatê e ginástica para adultos. Neste local, o projeto vai atender 800 pessoas, com oferta de aulas de segunda a quinta-feira, nos turnos matutino e vespertino. As organizações sociais têm até o dia 27 de setembro para apresentação de projeto, seguindo as diretrizes previstas no chamamento público. O projeto vencedor será conhecido em 19 de outubro. 
 
Já o edital 9, que prevê execução de projeto de iniciação esportiva para o CSU do Nordeste de Amaralina, destina 800 vagas para karatê, futebol, boxe e ginástica para a adultos e terceira idade. As instituições têm a data de 28 de setembro para apresentar propostas. O projeto que receber melhor pontuação será conhecido em 25 de outubro. Para execução das quatro modalidades esportivas e atender as 800 pessoas, a Sudesb destina R$ 531.192,79 neste edital.   
Outros editais 
Nos próximos dias, outros três editais serão lançados pela autarquia do esporte, tendo desta vez os bairros da Paz, Ribeira e São Bartolomeu como áreas a serem atendidas com projetos esportivos. Além de recursos próprios, a Sudesb tem o apoio financeiro da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi). A ação atende à política de esporte e do Programa Pacto pela Vida, criado pelo Governo do estado como estratégia para enfrentamento da violência urbana.
Fonte: Ascom/Sudesb