Na busca por um futuro que esteja mais condizente com suas perspectivas profissionais, cerca de 300 estudantes do Colégio Estadual Edvaldo Brandão, localizado no bairro de Cajazeiras, em Salvador, estão realizando, durante três dias, o projeto Jornada das Profissões, aberto nesta terça-feira (1º). No evento, os alunos das turmas do 3º ano do Ensino Médio e 4º ano dos cursos técnicos de nível médio em Administração e em Comércio realizam apresentações em estandes e, por meio de vídeos, sobre 25 profissões abordando as funções, história, qualidades, oportunidades, salário e mercado.

O professor e articulador de Humanas do 3º ano, Nilton da Encarnação, explica como o projeto vem beneficiando os alunos no acesso ao Ensino Superior. “Realizamos o projeto há cinco anos e vem crescendo a participação a cada edição. Inclusive, percebemos um aumento no ingresso dos estudantes na universidade, chegando a 36 estudantes na avaliação de 2016”. Segundo ele, “os estudantes visitam faculdades para conhecer os cursos e ter contato com os professores. Ao total foram 25 cursos indicados pelos próprios estudantes e sorteados entre as turmas. A novidade foi a produção de vídeos que devem ser assistidos por todos, além dos estandes”.

Jornada Profissões
Foto: Claudionor Junior

A estudante do 3º ano, Larissa Ferreira, 18 anos, participante da equipe que mostra o curso de Matemática, fala da importância da atividade. “Mesmo não tendo um interesse inicial pela profissão, a pesquisa e o maior conhecimento sobre a atividade acabam nos preparando para tomar a decisão mais correta na escolha do nosso futuro. E o mais bacana é poder passar este conhecimento e ao mesmo tempo aprender com os colegas que ficam responsáveis por apresentar os outros cursos”.

Também empenhado na atividade, o estudante do 4º ano em Comércio, Mateus Chagas, 20, ressalta como a atividade ajuda a aprimorar os próprios fundamentos do curso técnico. “A profissão que estamos trabalhando é a de Fisioterapia e, por mais que pareçam dois cursos antagônicos, a ação de vender uma ideia aos nossos colegas está dentro das habilidades que desenvolvemos. Por isso, está sendo bastante proveitoso desenvolver um projeto para estimular outros colegas a conhecerem a profissão de fisioterapeuta”.

Mas não é apenas em pesquisas que os alunos se aprofundaram no assunto. A influência dentro de casa também ajudou. Foi o caso da estudante do 3º ano, Beatriz Santos, 17, que teve na profissão do tio uma fonte para apresentar a Psicologia. “Foi bom ter um parente com referência, pois pudemos obter informações mais afundo. Com essa ajuda a mais, com certeza estamos preparados para tirar as dúvidas dos colegas sobre a profissão”.

A diretora da unidade, Firmina Azevedo, afirma que o projeto Jornada das Profissões está entre as atividades desenvolvida para motivar os estudantes a realizarem a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). “O importante é mobilizar os alunos para esse momento importante de sua formação. Além do projeto, realizamos provões que preparam o estudante e sempre estamos convidando ex-alunos que hoje possuem uma profissão para incentivá-los e mostrar sua condição total de buscar um Ensino Superior”,.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado