O ator e dramaturgo Romualdo Lisboa participou da ‘Conversa Cultural’, realizada pelo Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães, da rede estadual de ensino em Itabuna, na região sul, como ação integrante do projeto Escolas Culturais, executado em parceria entre as secretarias estaduais da Educação, de Cultura (Secult) e de Justiça (SJDHDS) e integra o programa Educar para Transformar. A atividade reuniu alunos, professores e membros da comunidade.

Lisboa dirige o Teatro Popular de Ilhéus, um projeto que vem universalizando o acesso ao teatro, com apresentações no sul da Bahia e em outras regiões do estado. Ele dialogou sobre ‘Mecanismos para Gestão dos Projetos Culturais’ e a importância da arte na valorização da cidadania. A diretora da unidade escolar, Ednailza Miranda, destacou que a presença de representantes de diversas manifestações culturais amplia os horizontes dos estudantes para além da atividade acadêmica, permitindo uma visão mais abrangente do papel que representam na sociedade. Neste sábado (19), o Colégio Modelo promove a Gincana Cultural, com apresentações de dança pelos alunos e grupos da comunidade. A atividade encerra a Oficina de Dança, primeira atividade do projeto Escolas Culturais.

O projeto Escolas Culturais tem o objetivo de promover o protagonismo estudantil, além de reconhecer e requalificar a escola como um espaço de circulação e produção da diversidade cultural do território de Identidade onde está inserida. O Colégio Modelo de Itabuna foi a primeira unidade da rede estadual a ter o projeto implantado.
As atividades envolvem as áreas de dança, música, audiovisual e literatura e, além de Itabuna, que é a cidade pioneira, outras 85 unidades escolares da rede estadual, em 85 municípios, serão atendidas, com ações de requalificação e aquisição de novos equipamentos para projeção de audiovisual, apresentações artísticas e internet banda larga para o desenvolvimento de programas de rádio e ações de estímulo ao empreendedorismo.

Repórter: Daniel Thame