Questões como “o que é o amor? Qual seu território? Quais seus níveis, implicações e experiências?” serão discutidas na palestra ‘Nomes, Lugares e Sentidos do Amor’, com a psicanalista Maria Eunice Santos, nesta sexta-feira (4), às 18h, no Museu de Arte da Bahia (MAB), integrando o projeto ‘Diálogos Contemporâneos’ do museu. “Minha última conferência foi em fevereiro sobre ‘O Luto, os desperdícios, as perdas, as mortes que não se pranteiam’, agora trago o tema do amor”, relata Maria Eunice.

A psicanalista coordena o Espaço Psicanalítico Interdisciplinar em Salvador, onde forma grupos de estudos, faz seminários e dá supervisões para leigos interessados em questões contemporâneas do psiquismo, além de psicólogos, psiquiatras e terapeutas de várias origens teóricas. “O amor é uma experiência fundante do humano e também experiência constitutiva paradoxal já que fortalece o ser que ama e o torna vulnerável ao mesmo tempo”, destaca Maria Eunice.

O projeto ‘Diálogos Contemporâneos’ foi idealizado pelo diretor do MAB, Pedro Arcanjo, em maio de 2015 com objetivo da produção artística dialogar com sociedade, outras linguagens e áreas de conhecimento. “A ideia do projeto é fazer com que as pessoas venham para ao museu, ocupem este espaço que preserva o passado, discutam o presente e apontem perspectivas para o futuro”, diz Arcanjo.

Já participaram do projeto ‘Diálogos’ do MAB, professores como Renato da Silveira, Antonio Saja, Cecília Hurley Griener, Nelson Pretto, Marcos Palácios e Messias Guimarães Bandeira, dentre outros.


Fonte: Ascom/ Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac)