A jornalista e professora Izabel Gurgel ministra o curso: Felicidade Clandestina: Ler Clarice feito criança, a partir desta terça-feira (8), no Centro de Formação em Artes (CFA) da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), Pelourinho, de 9 às 12h. A ação terá continuidade na quarta-feira (9) e, já integrando a programação da Funceb na Festa Literária Internacional do Pelourinho (Flipelô), será encerrado nos dias 10 e 11. O curso, com carga horária de 12h, conta com 30 vagas e os interessados devem enviar email para cfa.funceb@funceb.ba.gov.br. É necessário que o interessado seja maior de 16 anos.

Para Izabel Gurgel, o curso vem como uma proposta de mostrar a leitura para os alunos de uma maneira diferente: “É uma atividade muito prazerosa, queremos mostrar uma leitura como atividade lúdica, como diversão, como brincadeira, como descoberta do mundo, atividade de encantamento, e um método de questionamento sobre o mundo”, afirmou.

As aulas têm o objetivo de estimular a prática da leitura da escritora Clarice Lispector, o gosto pelos livros e o prazer de ouvir e contar histórias. É direcionado para pessoas que trabalham com crianças: para educadores, bibliotecários, mediadores de leitura, arte-educadores, contadores de história, dramaturgos e etc.

O curso contará com uma mesa de leituras; banquete de leituras de até 30 pessoas ao redor de uma mesa; encontros para leitura coletiva, orientada, e comentada, com exposição do conteúdo programático, passando pela história do livro e da leitura. Nas aulas serão trabalhados textos de Clarice Lispector, com a autora recriando a sua infância na cidade de Recife. Será exibido um curta-metragem de produção pernambucana Clandestina Felicidade, inspirado nos textos da escritora.

Em 2017, a Flipelô celebra 30 anos da Fundação Jorge Amado e faz homenagem ao escritor que leva o nome da instituição e das escritoras Zélia Gattai e Myriam Fraga. A Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult), participa por meio da Coordenação de Literatura da Diretoria das Artes (Dirart/Funceb) e do Centro de Formação em Artes (CFA), realizando ações de literatura, em transdisciplinaridade com artes visuais, dança, música e teatro.


Fonte: Ascom/ Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb)