O diretor geral da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à Secretaria da Agricultura do Estado (Seagri) , Marco Vargas, esteve esta semana na sede da coordenadoria de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, para discutir a retomada do projeto do matadouro frigorífico na cidade de Itororó, que terá capacidade prevista para abater aproximadamente cerca de 100 animais/dia e fará os investimentos necessários para a conclusão do equipamento, em construção, a partir de recursos de emenda parlamentar.

Durante a reunião, com a presença do prefeito do município, Adauto Almeida de Oliveira, do secretário de Administração, Orlando Simões, e do gerente de projetos, Dênio Cícero, foi comunicado que todo o processo de construção deverá ser feito de acordo com as normas no Ministério da Agricultura (Mapa) e da Adab, sendo necessária prévia fiscalização e vistoria do corpo técnico, a fim de atender às exigências legais, do ponto de vista, sanitário, ambiental e tecnológico.

A planta do Frigosol, quando em operação, propiciará um impulso na economia local, com a expansão do emprego e da renda na região, com estimativa de gerar 100 empregos diretos e cerca de 300 indiretos, o que resultará um desenvolvimento econômico, mais saúde e alimentos seguros com qualidade para o consumidor.

O Estado da Bahia é reconhecido nacionalmente como a unidade da federação que mais avançou no programa de regionalização e do abate legal, propiciando a implantação de matadouros frigoríficos distribuídos estrategicamente em cada território de identidade e no cumprimento das normas sanitárias e de segurança alimentar, além de atuar na redução dos riscos do abate clandestino. A Bahia possui hoje 37 matadouros frigoríficos registrados no SIF (Mapa) e no SIE (Adab).

Fonte: Ascom/ Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab)