A Secretaria da Administração do Estado (Saeb), por meio da Superintendência de Patrimônio e da Coordenação do Centro Administrativo da Bahia, realiza durante todo este mês a segunda edição da Operação Faxinaço 2017. Até o dia 31, uma equipe de trabalhadores vai percorrer a região de área verde adjacente aos prédios públicos do CAB, coletando resíduos e eliminando focos de reprodução do mosquito Aedes aegypti. Ao todo, serão visitadas 37 unidades prediais onde funcionam 58 organizações da administração direta e indireta do Estado, entre secretarias, autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista, além de três órgãos federais presentes na localidade.

O Faxinaço integra as atividades do Plano de Ação para o Combate ao Aedes aegypti no CAB, tendo como principal objetivo promover a preservação do meio ambiente e da saúde das pessoas que transitam na área. A agenda intensa de ações de limpeza) vai dar continuidade às metas da Coordenação do CAB para a operação, que incluem também a conscientização dos gestores das unidades quanto à vistoria na área interna dos prédios, iniciada na primeira edição do projeto este ano, para a separação de materiais inservíveis a serem recolhidos pelo caminhão do Faxinaço.

Realizada em abril, a primeira operação deste ano recolheu 293 metros cúbicos de resíduos, entre copos e garrafas descartáveis, sacos plásticos, marmitas, tubos de PVC, latas, lâmpadas fluorescentes, isopor, restos de madeira, carro de mão, vidros e pneus. Ao todo, 37 prédios foram visitados, totalizando uma área percorrida de aproximadamente 750 mil metros quadrados. “Espera-se um sucesso ainda maior nesta segunda edição, tendo em vista a sensibilização dos gestores prediais quanto à importância da manutenção da limpeza, que será mensurada com a redução do volume de resíduos coletados”, afirma a responsável pela Coordenação do CAB, Amélia Hilda Sampaio.

Iniciados em 2008, os faxinaços do CAB foram intensificados pela Supat em 2016, com o objetivo de colaborar para a prevenção da dengue, zika e chikungunya. Somente naquele ano foram realizadas operações nos meses de abril, agosto e dezembro, que resultaram na coleta de 1.148 metros cúbicos de resíduos.

Confira a programação do Faaxinaço

Faxinaço CAB


Fonte: Ascom/ Secretaria da Administração do Estado (Saeb)