Trinta e um coronéis da Polícia Militar da Bahia (PMBA) tiveram oportunidade de conhecer melhor o projeto RH Bahia nesta quarta-feira (23), na sede do Comando Geral da PM, no Quartel dos Aflitos, em Salvador. Atendendo a um convite da corporação, o superintendente de Recursos Humanos do Estado, Adriano Tambone, e o gestor do RH Bahia, Marcos Tavares, participaram da reunião mensal do Colegiado de Coronéis da PM. O objetivo foi apresentar ao grupo informações sobre os objetivos, benefícios e o andamento do projeto, que vai automatizar mais de 90% dos processos de Recursos Humanos do Estado por meio do SAP, um software de gestão mundialmente conhecido.

“Esta reunião é uma oportunidade ímpar para apresentar à PM a pequena revolução que estamos promovendo na gestão de RH”, afirmou o superintendente, ao ressaltar a colaboração que o projeto vem recebendo da corporação desde o início das atividades. “Com cerca de 30 mil policiais espalhados por todo o estado, a corporação compreende bem os desafios da gestão de pessoas e os benefícios que a atualização tecnológica pode trazer para esta gestão”.

Já o gestor do projeto Marcos Tavares, destacou, entre outras coisas, os ganhos financeiros que o novo sistema irá proporcionar ao Estado, com o aperfeiçoamento dos controles internos. “Ao corrigir pequenos erros na folha de pagamento e ao automatizar processos hoje feitos manualmente, o RH Bahia tem condição de gerar uma economia estimada em 1% da folha de pagamento, ou seja, são R$ 17 milhões para o Estado investir em Educação, Saúde, Segurança e os mais diversos serviços”, destacou.

O Colegiado de Coronéis da Polícia Militar se reúne mensalmente para debater temas estratégicos para a corporação. A sugestão de abrir espaço na agenda para um encontro com lideranças do RH Bahia partiu do coronel Osival Moreira Caldas, diretor do Departamento de Pessoal da PM. “Nós já estamos trabalhando em parceria com a equipe do projeto e queremos nos ajustar a esta nova realidade, porque o que o sistema vai provocar é uma quebra de paradigma”, afirma o coronel.

Iniciativa da Secretaria de Administração do Estado (Saeb), em parceria com a Companhia de Processamento de Dados (Prodeb) e a empresa contratada Resource, o RH Bahia é uma iniciativa pioneira na administração pública nacional. Em janeiro de 2017, o sistema entrou em ambiente de produção em oito empresas públicas e sociedades de economia mista, beneficiando cerca de oito mil empregados públicos e servidores. No momento, a iniciativa está sendo implantado em 53 órgãos, autarquias e fundações, com o objetivo de contemplar 247 mil servidores.

Fonte: Ascom/Saeb