Reunidos no Mercado de Arte Popular de Feira de Santana, gestores municipais e empresários definiram, na manhã desta terça-feira (11), a reativação da Câmara Técnica do Turismo, denominada Caminhos do Sertão, que compreende Serrinha, Canudos, Monte Santo, Uauá e Feira de Santana. A iniciativa tem apoio da Secretaria do Turismo do Estado (Setur).

Instituídas pela Lei Estadual do Turismo, as câmaras das zonas turísticas são instâncias de governança com a participação do poder público, entidades da iniciativa privada e da sociedade civil. Sua finalidade é articular o desenvolvimento do turismo. Das 13 zonas turísticas da Bahia, nove estão em atividade.

Câmara do turismo Sertão
Gestores, empresários e representantes da Setur se reuniram no Mercado de Arte Popular de Feira…
(Foto: Ascom/Setu)

Durante a reunião, o diretor de Regulação e Certificação dos Serviços Turísticos da Setur, Divaldo Borges, falou sobre a importância das câmaras para o fortalecimento das ações que beneficiam 118 municípios mapeados por seus atrativos. Estão em andamento as ações que buscam ampliar ainda mais o cadastro das cidades turísticas.

De acordo com o representante da Setur, a câmara tem papel importante no planejamento de ações de desenvolvimento do turismo por meio de parcerias com a iniciativa privada e o setor público. “O trabalho conjunto propicia maior resultado para o plano de fortalecimento das regiões turísticas. Desde a promoção do destino até a efetivação de novos investimentos, pode-se obter maior eficácia em ações que visam a atrair turistas e incrementar o crescimento econômico”.

Canudos
… e discutiram ações para fortalecer cidades como Canudos, onde o turismo religioso é muito forte.
(Foto:Rita Barreto/Setur)

O encontro teve a presença do prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo; do secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo do município, Antônio Carlos Borges Junior; e do coordenador da Câmara Técnica e presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Feira de Santana (SindFeira), Getúlio Andrade. Gestores do Serviço Nacional do Comércio (Senac) e do Serviço Nacional da Indústria (Senai) apresentaram um panorama de ações voltadas para a qualificação e diversificação dos serviços turísticos.

Caminhos do Sertão

A zona turística agrega grande potencial para o turismo nos mais diversos segmentos. Entre os destaques estão o turismo religioso, forte em Monte Santo, que é destino de peregrinos católicos, e em Serrinha, onde é realizada, há quase 90 anos, a Procissão do Fogaréu.
Outro segmento presente na zona turística é o turismo histórico-cultural, que tem como ícone o município de Canudos, onde se desenrolaram fatos importantes da história do Brasil, como a Guerra de Canudos. Já Feira de Santana é considerada importante entreposto comercial baiano.

Entre seus atrativos estão o Observatório Astronômico Antares, os museus de Arte Contemporânea e Casa do Sertão, além da Micareta de Feira. Paraíso das águas termais em pleno sertão baiano, Caldas do Jorro, no município de Tucano, reserva aos turistas prazerosos banhos em fontes de águas termais. Com temperatura entre 35ºC e 48ºC, essas águas têm a fama de tratar e até de curar doenças.

Fonte: Ascom/Secretaria do Turismo do Estado (Setur)