Esta sexta-feira (21) foi de planejamento para os professores e gestores das escolas estaduais da capital e do interior, que participaram, durante todo o dia, da 2ª etapa da Jornada Pedagógica 2017. Com o tema ‘Escola e comunidade para educar e transformar’, os educadores fizeram, coletivamente, uma avaliação dos projetos desenvolvidos no primeiro semestre e organizaram e planejaram o trabalho pedagógico para o segundo semestre letivo, com o envolvimento de estudantes e de familiares com assento nos Colegiados Escolares. 
O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, participou do planejamento com gestores dos Colégios Estaduais Raphael Serravale, na Pituba, e o Governador Roberto Santos, no Cabula, em Salvador. Ele destacou a importância do eixo pedagógico para a melhoria da educação. “Esta é uma das ações das mais importantes na educação. É um processo pedagógico determinante. Estamos inovando com a segunda Jornada Pedagógica neste ano e espero, inclusive, que a gente inicie o próximo ano com a completa reestruturação pedagógica, com a presença do coordenador pedagógico em cada escola”, afirmou.
 
O diretor do Colégio Estadual Raphael Serravale, Ramilton Cordeiro, comentou que a segunda etapa jornada pedagógica aprimora o trabalho. “Este segundo momento é muito importante porque é uma avaliação de tudo que foi aplicado, de tudo que foi planejado no início de ano, se funcionou e o que precisa ser aprimorado”, afirmou. Segundo ele, os projetos fora da sala de aula são os mais exitosos. “Percebemos que os projetos que planejamos na primeira etapa da Jornada Pedagógica e que foram aplicados fora da sala de aula como os trabalhos de campo, com arte, com música, por exemplo, tornaram o ensino lúdico e ampliam as aprendizagens dos estudantes”.
 
Já a líder de classe, do 9º ano, Denise Santos, 17 anos, avaliou o envolvimento dos estudantes na Jornada Pedagógica. “É gratificante os alunos estarem participando, revendo o que foi feito e sabendo como progredir na escola. Aqui podemos dar nossas sugestões sobre projetos, sobre a relação com os professores e até sobre melhorias na escola”, comentou.
 
Fonte: Ascom/Secretaria da Educação