A Secretaria da Educação do Estado está realizando a matrícula para os estudantes da 10ª etapa do Programa Todos pela Alfabetização (Topa), que é voltado para a alfabetização de jovens acima de 15 anos, adultos e idosos. São oferecidas 15 mil vagas, e os interessados devem comparecer aos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) ou às secretarias municipais de Educação dos 112 municípios que aderiram a essa etapa com o RG ou CPF. A matrícula segue até o próximo dia 30 e as aulas começam no dia 7 de agosto.

Em Salvador e região metropolitana, a matrícula pode ser feita na Secretaria da Educação do Estado, localizada na Avenida Luiz Viana Filho, 550, 5ª Avenida, 3º andar, Setor de Monitoramento, na sala 315. Quem preferir, pode fazer na escola ou na entidade dos movimentos social ou sindical perto de casa. Para saber quais são basta ligar para o telefone (71) 3115-8990.

Criado pelo Governo da Bahia, em 2007, o Programa Todos pela Alfabetização já beneficiou mais de 1,4 milhão de pessoas em todo o estado, em parceria com prefeituras municipais, entidades dos movimentos sociais e sindicais e universidades públicas e privadas. Com a proposta de discutir o planejamento geral das formações e definir a sua abrangência, a Coordenação de Programas Especiais (Cope) realiza reunião técnica, nesta terça-feira (18), no auditório da secretaria.

Topa
Por meio de parcerias, o Topa já beneficiou mais de 1,4 milhão de pessoas em todo o estado.
(Foto:Ascom/Educação)

Participam da reunião, representantes das unidades formadoras da 10ª etapa do Topa – Universidade Estadual da Bahia (Uneb), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Instituto Educacional do Recôncavo Baiano (Ierb), e Instituto Imborés. A reunião tem o propósito também de socializar as situações que ocorreram durante as formações da 9ª etapa e dialogar com as unidades formadoras sobre o processo de formação inicial e continuada dos bolsistas.

O secretário da Educação, Walter Pinheiro, destaca a importância da nova etapa do programa. “A gente está em um processo de reformulação do funcionamento das estruturas e essa é uma delas, uma etapa que estamos completando sempre com a contribuição e a participação de quem está na ponta. O envolvimento desses formadores, a contribuição deles e a pratica ao longo de todos esses anos vão servir muito para aprimorar cada vez mais esse programa exitoso que atingiu marcas significativas e que, além da continuidade, precisamos dar a consequência. Portanto, ninguém melhor do que quem está ponta para nos orientar qual o caminho para que essas pessoas possam ter consequência depois do Topa”.

A coordenadora geral da Cope, Elenir Alves, explica que a reunião é de planejamento com as seis instituições selecionadas para fazer a formação dos alfabetizadores e dos coordenadores desta etapa do Topa." Vamos discutir as diretrizes formativas, a abrangência de cada unidade formadora, pois vamos continuar fazendo este trabalho de alfabetização, que é fundamental para o Estado”,

Para a coordenadora pedagógica do Instituto Imborés, Ediórgia Cunha, o encontro é muito importante. “Já temos nove anos participando como unidade formadora do Topa, trabalhando na questão da redução do analfabetismo, e é uma satisfação poder colaborar com o processo de transformação social e de mudanças no processo de alfabetização das pessoas”. Já a coordenadora do Ierb, Jucenalva Costa, ressalta que “esse alinhamento é muito significativo porque vamos discutir e traçar as nossas metas e reavaliar os trabalhos que já foram realizados e sociabilizar conhecimento”.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado