A difusão de informações sobre o Colégio Estadual Governador Roberto Santos (CEGRS), localizado no bairro do Cabula, em Salvador, conta com uma ferramenta valiosa: a Radio Web Juventude CEGRS. Através de programas informativos e entrevistas envolvendo a participação de professores, alunos e convidados, a rádio dinamiza o cotidiano escolar e contribui para o aprendizado dos estudantes. A rádio pode ser ouvida nos intervalos das aulas através das caixas de som espalhadas pela escola, ou em qualquer horário por meio do site.

Os ouvintes têm acesso a informações sobre o universo escolar, como dicas de assuntos abordados nas disciplinas, recebem orientações sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), sobre temas da atualidade e têm acesso à agenda dos eventos da unidade escolar. Ao todo, a rádio possui 17 programas intercalados com músicas e vinhetas produzidas pelos próprios alunos. Dentre eles, destacam-se: ‘Pedagogia em Pauta’, que discute as questões em torno do processo educativo; ‘Quebrando Tabus’, programa jovem que aborda as questões relativas à sexualidade e seus tabus; ‘Sociedade em Debate’, que discute os temas relativos aos problemas da sociedade contemporânea e ‘História em Debate’, que destaca os temas de História de forma aberta e crítica.

Atualmente, a rádio conta com 29 estudantes que, no contra turno das aulas regulares, se dividem em funções como locutores, produtores, coordenadores e editores de áudio. O projeto foi idealizado pela professora Josefa Santana Lima, como objeto de estudo para o doutorado em Difusão do Conhecimento, da Universidade Federal da Bahia. Já os equipamentos utilizados foram doados pela professora que, mesmo não ensinando mais na instituição, ainda dá suporte e coordena o projeto.

“Me sinto realizada com este projeto que mostra o potencial que os estudantes da escola pública têm, no qual se tornam protagonistas do processo de produção. Além disso, a rádio tem o objetivo de favorecer a Educação dentro do espaço escolar”, afirma a educadora.

Para Tawan Iago Cadete, 17, 1° ano, que atua como um dos locutores, a rádio mudou a rotina da escola. “Gosto muito de participar da rádio porque temos a oportunidade de levar informações para dentro e fora do colégio”, diz o estudante. Paloma Santos, 15, 1° ano, faz parte da equipe e adora fazer a produção. “Procuro assuntos e novidades dentro e fora do colégio para divulgar na rádio e discutir nos programas”, afirma animada.

Fonte: Ascom/ Secretaria de Educação do Estado