Os alunos do Colégio Estadual Senhor do Bonfim, localizada nos Barris, em Salvador, participaram de uma aula de história diferente, nesta quarta-feira (5). Eles visitaram lugares onde aconteceram batalhas pela independência da Bahia e aprenderam mais sobre os eventos que marcaram a história do estado. A iniciativa integra a série de atividades promovidas pela Fundação Pedro Calmon (FPC), que acontecem durante todo o mês de julho, com objetivo de resgatar a memória das lutas do povo baiano por liberdade.

Os estudantes visitaram a Praça General Labatut, em Pirajá, o Largo da Lapinha e a Praça 2 de Julho, no Campo Grande. Aluna do 3º ano do ensino médio, Gabrielle Lima aprovou a diferente forma de aprender. “Aqui, a gente consegue visualizar melhor o que estão nos passando, compreender melhor os fatos. A história das pessoas passa por essas ruas, esses monumentos. Eu acho que vendo, a gente aprende melhor. Outra coisa boa é que nos tira da rotina de sala de aula. Um ambiente diferente ajuda bastante”, afirmou a jovem de 17 anos.

Aula itinerante
(Foto: Elói Corrêa/GOVBA)

A rota histórica, como é chamada a iniciativa, é parte do colóquio “Guerra e identidade: a Independência do Brasil na Bahia”. De acordo com o diretor do Centro de Memória da Bahia, Rafael Fontes, o objetivo é desmitificar a noção de que a história é algo distante de nossa realidade. “Numa cidade como Salvador, a história está tão presente que a gente se depara com ela pelas ruas, a todo o momento a gente passa por algum lugar que tem valiosas informações históricas”, destaca.

Além dos estudantes, transeuntes também acompanharam as visitas, que tiveram a orientação do doutorando, Marcelo Siquara, especialista em história da Bahia. Ele acredita que a iniciativa ajuda a despertar a curiosidade dos jovens. “A proposta é superinteressante, porque a gente sai do lugar comum, do convencional. O aluno se sente mais interessado e motivado para aprender. É uma ação muito bacana, sem dúvida”, elogiou o professor.

Marcelo também comandará a visita guiada, na quinta-feira (6), em Itaparica, saindo da Biblioteca Juracy Magalhães Jr, espaço vinculado à FPC, em direção ao Forte de São Lourenço, local estratégico nas batalhas pela independência. A visita será de 8h às 12h. Pela tarde, ainda acontecerá uma mesa redonda sobre a reorganização social que aconteceu após os conflitos de independência e apresentação da Barquinha de Bom Jesus dos Pobres (Samba de Roda). A programação continua durante todo o mês de julho. Confira no site da FPC.

Repórter: Tácio Santos