Em visita ao Laticínio Palmeira, localizado em Cabana da Ponte, município de Itororó, no centro sul do estado, o diretor geral da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), Marco Vargas, foi conferir toda a estrutura física e tecnológica da empresa, acompanhando desde o processo de produção dos derivados do leite as atividades desempenhadas por cada profissional envolvido.

Recentemente, o laticínio aderiu ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Origem Animal (Sisbi-POA), que faz parte do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária (Suasa), o qual padroniza e harmoniza os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal para garantir a inocuidade e segurança alimentar.

Segundo a Secretaria da Agricultura do Estado (Seagri), o laticínio é o único da Bahia com o selo orgânico conferido pelo Instituto de Pesquisas Biológico Dinâmicas (BD). Isso significa que os pastos são cultivados sem agrotóxicos nem adubos químicos: o gado é tratado com homeopatia e na fábrica só podem ser utilizados produtos biodegradáveis. Tudo isso garante a qualidade e pureza dos produtos oferecidos ao público.

Fonte: Ascom/Secretaria da Agricultura do Estado (Seagri)