O Batalhão Especializado de Policiamento em Eventos (Bepe) da Polícia Militar puniu as torcidas organizadas Bamor, Imbatíveis e Torcida Camisa 12 após promoverem tumulto e praticarem ou incitarem a violência nas proximidades dos locais de realização de evento esportivo, infrações previstas na Lei 12.299/2010, bem como por terem descumprido o Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmado entre a PM, Ministério Público, Clubes, Federação Baiana de Futebol e Torcidas Organizadas.
 As punições, que começaram a contar a partir de 1º de março, são de 45 dias para a Bamor, do Esporte Clube Bahia, e 60 dias para a Torcida Uniformizada Imbatíveis (TUI) e a Torcida Camisa 12, ambas do Esporte Clube Vitória. O primeiro conflito ocorreu no dia 16 de fevereiro, na entrada do Ginásio Poliesportivo de Cajazeiras, onde foi realizada a partida de basquete Universo Vitória x Vasco (RJ) em que os torcedores da Bamor e da Vascão Salvador confrontaram com a TUI. 
Já o segundo conflito ocorreu três dias depois, no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana, na partida do campeonato baiano entre Bahia de Feira x Vitória, em que a TUI e a Torcida Camisa 12 entraram em confronto com a Torcida Pavilhão Jovem, esta também do Vitória.

Fonte: Ascom/PMBA