O Governo do Estado, por meio da Agência de Fomento da Bahia (Desenbahia), firmou contrato de operação de crédito com o município de Barreiras, na região oeste, na tarde desta segunda-feira (27). A linha de crédito, no valor de R$ 18,2 milhões, vai contemplar obras de infraestrutura no bairro Morada da Lua e no loteamento São Paulo.

O contrato foi assinado pelo governador Rui Costa, pelo presidente da Desenbahia, Otto Alencar Filho, e pelo prefeito de Barreiras, João Barbosa de Souza Sobrinho, conhecido como Zito Barbosa, na sala de reuniões da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

"Estes investimentos têm um impacto muito grande na vida das pessoas, em especial as mais carentes. No caso de Barreiras, que vai investir em pavimentação e drenagem, eles fazem uma diferença grande para a população, principalmente no período de chuvas", afirma Otto Alencar Filho.

De acordo com Zito Barbosa, do total, R$ 11 milhões serão aplicados em serviços de drenagem e R$ 7 milhões em pavimentação. "Este recurso é de uma importância imensa para Barreiras e, principalmente, para os locais que serão beneficiados: bairro Morada da Lua e loteamento São Paulo. A população desses dois bairros espera por essas obras há 20 anos. Agora conseguimos este financiamento junto à Desenbahia, que vai resolver definitivamente os problemas de drenagem nos dois lugares", explica.

Com prazo de 18 meses, as obras abrangem a pavimentação asfáltica de uma área de 36,4 mil metros quadrados, além da construção de passeios em concreto, rampas de acessibilidade, piso tátil e sinalização.

Otto Alencar Filho ressalta que a Desenbahia financia pequenas e grandes obras municipais, incluindo a área de infraestrutura hídrica. "Se o município precisa investir na segurança hídrica, incluindo barragens, adutoras, cisternas, poços, recomposição das matas ciliares, recuperação das nascentes e reflorestamento, nós podemos financiar. E financiamos também o projeto; ou seja, se a prefeitura não pode financiar um projeto grande de infraestrutura, ela pode financiar com a gente o projeto e captar esse recurso junto ao Estado ou ao governo federal", acrescenta.

Em 2016, a Desenbahia liberou R$ 300 milhões em financiamentos para 69 prefeituras. Do total, 94% das operações foram destinadas a obras de infraestrutura e 6% foram voltadas à aquisição de máquinas e equipamentos.

Repórter: Luana Marinho