Premiação dos vencedores dos festivais de declamação de poemas de Castro Alves, abertura da exposição ‘Imagens dos Vaqueiros da Bahia’ e atrações culturais diversas, como o ‘Boinho de Painho’ (Cabaceiras do Paraguaçu), ‘Mascarados de Maragogipe’, grupo ‘Samba de Roda de Maragogó’ (Maragogipe), entre outros. Esses eventos foram realizados no Parque Histórico Castro Alves (PHCA), no município de Cabaceiras do Paraguaçu (Recôncavo), para comemorar 170 anos de aniversário de nascimento do poeta baiano.

castro alves
Ingrid Amorim de Albergaria, 12 anos, conquistou 1º lugar infantil ‘declamando ‘As Três Irmãs do Poeta’.
(Fotos: Fernando Barbosa)

O evento é uma iniciativa da Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Dimus/Ipac) , sendo uma tradição na cidade, que reúne pessoas de diversas regiões e de todas as idades para prestar a homenagem ao mais famoso poeta baiano, autor de ‘Espumas Flutuante’s, ‘Vozes D’África’ e ‘O Navio Negreiro’. O objetivo, segundo a diretora da unidade da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), Fátima Santos, é também incentivar a juventude a usar a poesia para manifestar seus sentimentos. “Os poemas do grande poeta expressam o seu romantismo, o seu amor à pátria, além do intenso sentimento libertário”.

castro alves
Jansen Nascimento, 1º lugar adulto, declamou ‘O Navio Negreiro’.

Os vencedores (crianças, jovens e adultos) da 16ª edição do Festival de Declamação de Poemas de Antônio de Castro Alves e do 3º Festival Infantil de Declamação de Poemas de Castro Alves (realizados na tarde de 11/03) voltaram a se apresentar e emocionar os presentes, na terça-feira (14). Na categoria infantil, a vencedora foi Ingrid Amorim de Albergaria, 12 anos, que declamou ‘As Três Irmãs do Poeta’, usando um vestido feito de jornal criado por ela, pela mãe (Neide) e pelo irmão (o candidato vencedor do 3º lugar da categoria adulto, Vinícius Amorim de Albergaria, 18).

castro alves
‘Boinho de Painho’, manifestação cultural de Cabaceiras do Paraguaçu que animou o evento…

“Este festival e toda a preparação para ele é uma forma de reviver o passado e a nossa história. Além disso, através dos poemas, vivemos os personagens e expressamos os sentimentos”, disse Vinícius, que participou pela segunda vez do festival. “Tudo isso nos faz relembrar de Castro Alves e de toda a sua importância”, enfatizou Ingrid, que já participou outras duas vezes.

castro alves
… a exemplo dos tradicionais ‘Mascarados de Maragogipe’, que mobilizaram a garotada.

Entre os adultos, um veterano conquistou o primeiro lugar, Jansen Nascimento, 43, que declamou ‘O Navio Negreiro’. Para ele, que vive de arte na rua e já participou outras quatro vezes do evento, o festival “é um dos únicos e, com certeza, o mais tradicional na manutenção da arte de declamação de poemas de Castro Alves”. Vencedores do segundo lugar com o poema ‘O Vôo do Gênio’ Juliana Monique, 26, e Cláudio Nyack, 34 anos, concordam com Jansen e esperam poder contribuir para que a tradição permaneça. “Estou à frente de um núcleo de arte para jovens em Mata Escura [bairro de Salvador], e ano que vem pretendo trazê-los para este festival”, informou Cláudio. Leia mais no site da Dimus/Ipac.

Fonte: Ascom/Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Dimus/Ipac)