Dando início à programação em comemoração ao Dia Mundial do Consumidor, celebrado no dia 15 de março, a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), promove, desta segunda-feira (13) até sexta-feira (17),um mutirão para atendimento de consumidores que tenham problemas relacionados à telecomunicação, serviços de fornecimentos de água e luz e instituições financeiras. Os atendimentos acontecem das 9h às 17, na sede do órgão, na Rua Carlos Gomes.

De acordo com a diretora de atendimento do Procon, Adriana Meneses, o objetivo da ação é reforçar a proteção aos direitos do cidadão nas relações de consumo. “Entramos em contato com as empresas mais acionadas para que elas venham e, juntamente ao consumidor, resolvam a demanda o mais rápido possível. Nossa intenção é que as pessoas recebam uma resposta imediata e já saiam daqui com a resolução do problema garantida”, afirma.

Na quarta-feira (15), o órgão irá divulgar uma lista com as 30 empresas que mais receberam reclamações em 2016 em evento aberto ao público, realizado no Shopping Center Lapa, às 9h. O ranking permite que os consumidores conheçam os fornecedores de produtos e serviços mais reclamados nos órgãos públicos de defesa do consumidor. A divulgação da lista ajuda a promover a transparência, fazendo com que os fornecedores conheçam a realidade de suas demandas no órgão e, sobretudo, para que os consumidores escolham melhor seus prestadores de serviço.

O órgão realiza ainda outras ações durante toda a semana. Os consumidores poderão contar com serviços de atendimento em outros pontos, como explica Paulo Teixeira, diretor de ações educacionais da superintendência. “Na Estação da Lapa e no Shopping Center Lapa, estamos oferecendo todos os serviços que são prestados aos postos fixos, com exceção dos processos que exigem audiência. Nestes pontos também estamos orientando as pessoas e distribuindo material educativo com noções básicas de direito do consumidor”.

Para o aposentado Jorge Cabral, o serviço de orientação é importante. “Eu achei esse atendimento disponibilizado aqui fundamental. Está orientando a população, porque muitas pessoas não conhecem seus direitos e o que fazer caso haja algum problema. Eu moro no interior, cheguei aqui e fui conversar com a atendente e já vou sair daqui para providenciar a documentação e dar a entrada no processo”, conta.


Repórter: Tácio Santos