O governador Rui Costa enviou, nesta sexta-feira (17), à Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) o projeto de lei que altera o Prêmio por Desempenho Policial (PDP). A nova proposta diminui o número de faixas de premiação para quatro, ao mesmo tempo que possibilita que um maior número de unidades e seus policiais que passem a ser beneficiados nas faixas com os maiores valores do Prêmio.

Uma das novidades é que, com a mudança, todas as unidades que atingirem 100% da meta de 6% de redução dos crimes violentos letais intencionais receberão o valor máximo (PDP 1). Pela lei em vigor, apenas os 10 primeiros colocados têm direito ao valor mais alto.

As unidade que alcançarem pelo menos metade da meta, passarão a receber o PDP-2 (antes recebiam o PDP-4). Outra importante alteração é que, se o projeto for aprovado, a unidade que alcançar entre 20% e 50% passará a ser contemplada com o prêmio, na categoria PDP-3.

O texto também traz mudanças para as unidades especializadas, como o Departamento de Repressão ao Crime Organizado, e as Companhias Independentes de Policiamento Especializado que atualmente têm seus resultados vinculados ao desempenho do Estado. A ideia é que seus resultados sejam relacionados aos das áreas integradas onde atuam, facilitando seu acesso à premiação, dando-lhes a possibilidade de receber o PDP-1 ou PDP-2.

Hoje, durante a solenidade de comemoração dos 192 anos da Polícia Militar o governador anunciou o envio da a nova proposta do PDP para a avaliação dos deputados estaduais. “Enviarei para a Assembleia Legislativa, o projeto de modernização da lei de promoções da Polícia Militar. Em apenas dois anos, conseguimos promover 11 mil policiais, um terço de todo o nosso efetivo, mas queremos avançar e melhorar ainda mais”, disse Rui.