Em estado de emergência decretado pela prefeitura desde segunda-feira (13) por conta de alagamentos causados por fortes chuvas, o município de Luís Eduardo Magalhães, no oeste baiano, recebeu o governador Rui Costa nesta sexta-feira (17), para uma visita às principais áreas afetadas. O governador avaliou que a situação é grave, e necessita de medidas imediatas.

“De imediato, vamos apoiar o município do ponto de vista técnico, pois é necessário um diagnóstico urgente de macrodrenagem com engenheiros especializados para calcular o volume de água. Dentro de uma semana devemos ter resultado deste diagnóstico para tomar as medidas adequadas”, afirma o governador.

O governador avalia a situação para adotar as medidas necessárias de infraestrutura e para assistência às cerca de 150 famílias desalojadas, segundo levantamento da prefeitura local, em bairros populosos como Mimoso I, Mimoso II e Santa Cruz.

O comerciante José João Vieira, que teve sua residência inundada, acredita que com a parceria entre estado e a prefeitura do município vai trazer soluções. “A visita do governador é muito importante. A gente confia que agora vamos ter uma solução pros alagamentos”.

Durante a visita às áreas afetadas pela chuva, Rui ressaltou que proprietários de loteamentos também devem assumir a responsabilidade de realizar a macrodrenagem nos locais inundados. “Eu estou propondo ao prefeito fazer uma intervenção naqueles pontos de travessia que são obstáculos para o fluxo da água, para evitar maiores danos às residências. E em todas as áreas públicas, o governo do estado em parceria com o município, vai fazer intervenção no que o município precisa”, concluiu.

Repórter: Raul Rodrigues