O Carnaval do repelente. Assim deve ser conhecido o Carnaval 2017 diante de tantos casos recentes de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. A dica da Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais (Planserv) para que os foliões é que usem repelente antes de sair de casa, com reforços periódicos nos circuitos da folia. A orientação soma-se a outros alertas igualmente importantes, como beber bastante água, alimentar-se e dormir bem, aplicar protetor solar a cada duas horas e usar camisinha. Evitar o consumo de drogas e o excesso de álcool. Se beber, o folião não deve dirigir em hipótese alguma.
A coordenadora geral do Planserv, Cristina Cardoso, destaca que “embora façamos a divulgação da lista dos serviços de emergência disponíveis aos nossos beneficiários durante o Carnaval, alertamos a todos que prevenir é sempre a opção mais inteligente” Considerando que há maior incidência de casos de dengue, chikingunya e zika no verão, é importante brincar o Carnaval protegido. “O simples uso do repelente pode fazer muita diferença, assim como outros cuidados importantes. Com a saúde não se brinca”, acrescenta. 
Água e alimentação 
Para evitar a desidratação, o consumo diário de pelo menos dois litros de água é recomendado, assim como dormir no mínimo oito horas para repor as energias. Ingerir alimentos leves, saudáveis e de procedência confiável a cada três horas, além de dar um novo ânimo, ajuda a evitar a ressaca no dia seguinte. Segundo a nutricionista Beatriz Azevedo, antes de sair para a folia, o ideal é comer alimentos ricos em carboidratos complexos, fonte de energia, tais como batata doce, aipim e inhame associados à proteína de boa qualidade nutricional, como queijo branco ou ovo ou peito de frango.
“Um sanduíche natural feito em casa com pão integral mais proteína (frango ou atum ou ovo) também é uma boa pedida. Outras opções são salada de frutas com aveia ou granola; banana com aveia e açaí com banana. Saladas completas com legumes, verduras, proteínas e carboidratos (raízes ou arroz integral) são perfeitas para uma refeição leve e rica em nutrientes. Além disso, oleaginosas como castanhas, sementes de abóbora ou um mix com várias oleaginosas e sementes sem sal, ricas em gorduras boas, são opções de lanches rápidos para o folião levar para avenida”, sugere a nutricionista. 
Outras escolhas certas para a folia são usar chapéu, óculos escuros e protetor solar, para se proteger de queimaduras; e preservativos em todas as relações sexuais, para evitar gravidez indesejada e doenças sexualmente transmissíveis, como a Aids. Além disso, se for consumir bebidas alcoólicas, o folião deve ir para a festa de táxi ou de carona com alguém que não bebe. Acidentes e multas podem ser evitados.
Serviços de emergência 
Se, mesmo fazendo todo o possível para evitar problemas, o beneficiário do Planserv precisar de um serviço de urgência ou emergência durante o Carnaval, ele pode contar com os serviços de plantão 24 horas disponíveis na rede credenciada em Salvador. Dependentes e agregados de até 12 anos de idade podem receber atendimento no Hospital Salvador, na Federação; no Hospital da Cidade, no bairro da Caixa D´água; no Centro Médico Hospitalar Agenor Paiva, no Bonfim ou no Hospital Santa Izabel, em Nazaré, onde também funciona um serviço de emergência especializado em otorrinolaringologia.
Além desses hospitais, jovens a partir de 13 anos e adultos possuem outras opções de atendimento pelo plano, como o Hospital Português, na Barra, Hospital Evangélico, em Brotas; Hospital da Bahia, na Pituba; e Hospital Prohope (antigo Jaar Andrade), em Cajazeiras. 

Fonte: Ascom/Planserv