A poucos dias para o Carnaval, o Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), órgão delegado do Inmetro na Bahia e autarquia ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), deu início nesta segunda-feira (13) à fiscalização de produtos consumidos no período. Bebidas alcoólicas e não alcoólicas, como refrigerantes e cervejas, estão entre os alvos da Operação Carnaval.

A fiscalização abrange ainda a camisinha, produto de certificação compulsória, que somente pode ser comercializado com o Selo do Inmetro. Os itens irregulares vão ser recolhidos pelos fiscais. “O nosso objetivo é proporcionar confiança, de modo que as pessoas se sintam seguras na aquisição desses produtos. Uma camisinha não adequada pode trazer desde uma gravidez indesejada até as chamadas DSTs [doenças sexualmente transmissíveis]”, alerta o diretor-geral do Ibametro, Randerson Leal.

No caso do preservativo masculino, os fiscais verificam se o produto apresenta na embalagem o Selo do Inmetro, um atestado de que a camisinha passou por testes diversos e está adequada ao uso. O diretor do órgão acrescenta que é importante checar também o prazo da validade e se a embalagem está intacta, sem alterações como rasgos e arranhões.

Foto: Divulgação/Ibametro
Os itens irregulares vão ser recolhidos pelos fiscais do órgão
(Foto: Divulgação/Ibametro)

Em relação às bebidas, os fiscais recolhem amostras de diversas marcas de refrigerantes, cervejas e outros produtos, em estabelecimentos comerciais como supermercados e mercadinhos de bairro, para realização de exame metrológico em laboratório. O objetivo é verificar se as bebidas estão sendo vendidas com a quantidade correta, correspondendo à informada no rótulo.

O Ibametro realiza a fiscalização contínua de todos esses produtos, mas, nesta época do ano, as ações são intensificadas em função do aumento na aquisição dos itens. A operação segue até quarta-feira (15). Os consumidores também podem denunciar produtos suspeitos para a Ouvidoria do Ibametro, por meio do telefone 0800 071 1888 (ligação gratuita). Todas as denúncias são apuradas pelo órgão.

Fonte: Ascom/Ibametro

Leia também:
Peru e ameixas são os itens com maior reprovação pelo Ibametro
Ibametro apreende 600 brinquedos irregulares em lojas durante Operação Criança Segura