Garantir uma abordagem fundamentada nos preceitos dos Direitos Humanos, com acolhimento e conscientização. Com estes preceitos básicos, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), em parceria com o Centro de Defesa da Criança e Adolescente da Bahia – Cedeca e apoio da Plan Internacional Brasil, promoveu a capacitação de 30 agentes da Guarda Civil Municipal de Salvador – GCM nesta terça-feira (21). "Mobilizar as entidades e corporações que estarão nas ruas, em contato direto com crianças e adolescentes, é fundamental para assegurarmos uma abordagem cidadã e que aproxime e humanize as relações entre os agentes de segurança e o público infanto-juvenil", afirmou o secretário da SJDHDS, Carlos Martins.

A capacitação também orienta quanto ao atendimento e os devidos encaminhamentos dos jovens apreendidos durante o carnaval, conforme estabelecido no Estatuto da Criança e do Adolescente. Nesta quarta-feira (22), a ação será replicada junto a 50 oficiais do Corpo de Bombeiros, no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças, em Simões Filho. "Estes agentes serão multiplicadores do conhecimento, encarregados de repassar o aprendizado a toda corporação e, desta forma, assegurar que os direitos das crianças e adolescentes não serão violados nestes dias de festa e de grande aglomeração de pessoas nas ruas”, explicou a coordenadora de Proteção à Criança e ao Adolescente da SJDHDS, Iara Farias.

Para o coordenador de ações de prevenção à violência da Guarda Civil Municipal de Salvador, André Rocha, a capacitação é fundamental, "porque, para fazer parte de uma equipe de prevenção, o guarda municipal tem que estar qualificado nessas temáticas que dizem respeito à não violação dos direitos de públicos vulneráveis, como crianças, adolescentes e população LGBT. Então, aprender como fazer a abordagem, nestas situações, é imprescindível". "É muito importante este momento, porque trabalhamos com a prevenção e a capacitação veio para agregar. Estamos absorvendo muita coisa nova, muito mais do que a gente esperava. E tudo isso vai agregar em nossa atuação nas ruas", confirmou a agente da GCM Letícia Nobre.