A Secretaria da Cultura do Estado divulgou no Diário Oficial, na edição dos dias 18 e 19 de fevereiro, o resultado da análise prévia do Edital de Mobilidade Artístico e Cultural. Foram consideradas inscritas 84 propostas, de um total de 152 recebidas entre os dias 9 de janeiro e 7 de fevereiro, para sua primeira chamada de 2017. O passo seguinte é a análise de mérito, que será realizada por uma comissão de especialistas das diversas áreas da cultura, entre os dias 14 e 16 de março, observando-se como critérios a qualidade e viabilidade das propostas.

A Linha de apoio conta com recursos do Fundo de Cultura da Bahia e é voltada para ações que impulsionem a circulação de artistas, técnicos, produtores e obras. Esta primeira chamada de 2017 contempla atividades que serão desenvolvidas entre maio, junho e julho de 2017. A convocação envolve recursos de R$ 250 mil, sendo que as propostas têm valor limite de R$ 50 mil para projetos de intercâmbio e difusão; e R$ 25 mil para projetos de Residência Artística e Cultural e Formação Artística e Cultural. A próxima chamada contemplará projetos com data de realização entre agosto e outubro de 2017.

O edital tem como objetivo permitir a circulação de projetos e também possibilitar ações de intercâmbio. O diretor de Fomento da Secretaria da Cultura da Bahia, Matias Santiago salienta que o diferencial dessa linha de apoio é o incentivo à troca de experiências entre os agentes culturais. “O edital permite não só a difusão do que se produz de interessante na Bahia, como também que esses agentes culturais possam absorver o melhor do que se desenvolve em outras praças, sejam nacionais ou internacionais, nas mais diversas linguagens da cultura”.

A Secult atende através da Central de Atendimento Integrado para orientar interessados e proponentes. A Central funciona de segunda a sexta-feira, das 14h às 17h, através do telefone (71) 3103 3489, e-mail mobilidade@cultura.ba.gov.br ou presencialmente, no Palácio Rio Branco. Confira a matéria completa no site da Secult.