O Bailinho Infantil do Carnaval do Pelô 2017 teve a participação da banda Gatos Multicores para animar a criançada nesta segunda-feira (27). O Largo Pedro Archanjo foi palco de brincadeiras na companhia dos gatinhos Tatá (interpretado por Tatá), Mimi (por Ediane Souza) e Quequinha (Jéssica Lima). Com figurino colorido especialmente para o Carnaval, o grupo iniciou o show e as brincadeiras às 15h.

Para Jéssica, Tatá e Ediane, as músicas feitas para crianças são de extrema importância. “É sempre bom ter esse espaço no Carnaval, a gente faz muitos trabalhos no interior, mas aqui eu sentia uma deficiência. Crianças são espontâneas, é ótimo lidar com elas, mas a gente tem que entender que crianças precisam ser crianças”.

Para a animação, Jéssica e os colegas formularam brincadeiras com as músicas e muito chocolate para a criançada. “A gente tem essa preocupação com a música para criança, tanto que fazemos muitas adaptações das letras. A gente canta, por exemplo, Ivete Sangalo adaptada. Hoje nós brincamos muito, distribuímos chocolate para as crianças durante as brincadeiras, fizemos coreografia, é sempre divertido”.

Tatá agradeceu ao Governo do Estado pela iniciativa. “A gente fica muito contente de o secretário da Cultura ter feito essa programação especial. É muito importante que a gente preste atenção ao que as crianças ouvem, a gente quer cobrar delas quando falam palavrões, fica indignado com a sexualidade precoce, com crianças dançando sensualmente, mas esquece que deixamos que elas escutem tudo. Eu, particularmente, agradeço muito ao Governo do Estado por isso”.

A banda, que surgiu há 17 anos, está no Carnaval do Pelô pela segunda vez. O grupo apresentou um repertório especial, com ‘O balanço do gato’, ‘A Judicleia’, ‘Cores Astrais’, além das releituras de algumas cantigas de roda. As crianças aproveitaram a ocasião para exibir suas fantasias e fazer pinturas no rosto. Neste Carnaval, é preciso não esquecer de colocar pulseirinha de identificação nas crianças. A programação completa da festa está disponível no site do Carnaval da Bahia.

Fonte: Ascom/Secult