Do sábado até segunda-feira de Carnaval (24 a 27), a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) realizou 3.698 testes de detecção de doenças sexualmente transmissíveis nos três postos de testagem montados em Salvador e na cidade de Porto Seguro, na região sul. Ao todo, 887 pessoas foram atendidas (algumas fizeram mais de um teste), sendo 51% mulheres. Os testes identificaram dez foliões infectados com HIV e outros 68 reagentes por hepatite B (3), C (4) e sífilis (61).

Em caso positivo, a pessoa atendida já sai com a consulta agendada. Sendo negativo, uma equipe multidisciplinar que atua nos postos reforça a importância da prevenção por meio de ações educativas e distribuição de preservativos.

"As pessoas são acolhidas aqui por psicólogos, assistentes sociaia, entre outros profissionais que têm conhecimento e aptidão para acolhimento. Elas passam por uma triagem e fazem o exame, que é rápido. O sangue é colhido da ponta dos dedos e posteriormente avaliado", explica a coordenadora da unidade localizada próxima ao shopping Barra, Cristiana Brasileiro.

Os testes rápidos para sífilis e hepatites B e C são de triagem, o que torna necessários exames confirmatórios a posteriormente em uma instituição de saúde.

Repórter: Leonardo Martins