O Carnaval da Cultura invade os Circuitos Dodô (Barra), Osmar (Avenida Sete) e Batatinha (Centro Histórico) com os seis microtrios e quatro nanotrios do Carnaval Pipoca. O projeto é uma iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado (Secult) e contempla a ideia do Governo do Estado de oferecer um Carnaval democrático para o folião. A folia tem início nesta sexta-feira (24), a partir das 18h, com o 2º Encontro de Microtrios e Nanotrios, que acontece no Terreiro de Jesus.

Na categoria Microtrios, foram selecionados o Coretinho Elétrico 2017; Banda Marana no Peixinho Elétrico; Projeto Cultural Baianafolia; Tuk Tuk Tropical – Um Sonoro Carnaval; Carroça Elétrica Viola Vadia com Neto Balla e o microtrio de Ivan Huol, que comemorou 20 anos em 2016 foi o primeiro dessa categoria em Salvador. Este ano, o tema será Microtrio é GG, é Geleia Geral, numa referência à expressão cunhada pelo poeta Décio Pignatarique que se tornou o título do manifesto-canção de Torquato Neto e Gilberto Gil. A decoração ficou por conta do artista plástico, designer e cenógrafo Ray Vianna, assinando pelo segundo ano consecutivo a cenografia do carro.

Adiantando que "atrás de rixô elétrico, só não vai quem já morreu", o músico Fred Menendez, levará para as ruas, em cima de um Nanotrio, o Rixô Elétrico, projeto de música instrumental que vai apresentar uma mistura de ritmos, relembrando músicas que fizeram os carnavais dos foliões em todas as épocas. Outros projetos selecionados para essa categoria que também prometem muita animação são Peu Meurray e o Coletivo Gente Boa se Atrai; Pipoca Elétrica e o Bicicletrio Toca Raul com a Banda Arapuka. Nanotrio é um veículo de tração humana (empurrado por pessoas ou movido com uso de pedal) não tem palco, mas segue com sonorização, iluminação cênica, decoração e alegoria carnavalesca para folião nenhum botar defeito. A ideia é que a diversidade possa estimular novos diálogos e animar ainda mais a cena cultural na Bahia.

Fonte: Ascom/Secult