Quem pensava já ter visto de tudo no Carnaval do Pelô teve uma surpresa na noite de sábado (25), com o show da Baiana System, que encerrou a programação da folia. A banda, que se tornou um movimento envolvendo milhares de seguidores fiéis, energizou os foliões que lotaram o Largo do Pelourinho ao som eletrizante da guitarra baiana que dialoga com os graves do sound system jamaicano.

Os amigos Henrique Cabral, 28 e Olívia Figueiredo, 25, vieram de Camaçari para prestigiar a banda. É o primeiro show da Baiana System que Olívia veio assistir: "Pra mim uma das coisas mais marcantes no show são as máscaras, que avisam que nós já estamos aqui", conta. Já Henrique é fã do vocalista, Russo Passapusso há anos: "Eu sou fã do Russo desde os tempos do Ministereo Público. Pra mim, além da animação que tem todo show da banda, não pode faltar PlaySom, que é a cara da banda", explica.

E claro que não faltaram os grandes sucessos da banda no repertório, como Terapia, Lucro (Descomprimindo), Jah Jah Revolta, Amendoim Pão de Mel, Barra Avenida. Trazendo a essência de tradições populares e letras que carregam um cunho social, a banda fez uma apresentação para ficar marcada no Carnaval da Cultura. A noite ainda contou com a participação de Vandal e BNegão.