Último de festa e a saudade já está batendo? Quer registrar tudo da maior festa a céu aberto do planeta? Utilizar um drone é uma boa pedida, mas para operar o equipamento no circuito carnavalesco é necessário que ele obtenha licença das agências nacionais de Aviação Civil (Anac) e de Telecomunicações (Anatel), além de autorização para voar do Departamento de Controle do Espaço Aéreo da Aeronáutica (Decea).
A advertência é do coronel Renato Lima, comandante do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer), ao lembrar que os drones que voam sem certificação dos órgãos fiscalizadores estão colocando a população em risco. “Se encontrarmos um equipamento sem os aparatos técnicos devidos, o condutor será abordado e, a depender das circunstâncias, pode até ser preso em flagrante”, explica.  
O coronel também ressalta a necessidade de seguir a legislação. “A Decea é quem define os limites de voo do drone para evitar conflito de espaço e acidentes aéreos. A Polícia Militar atua quando ele coloca em risco a população”. Mais informações sobre as condições necessárias para operar drones estão disponíveis no site do Decea
Fonte: Ascom/SSP