No Carnaval dos 50 anos do Tropicalismo, o Centro Histórico de Salvador recebe na abertura, no Largo do Pelourinho, o cantor Gilberto Gil e o poeta José Carlos Capinam. Em meio à decoração, os foliões vão poder curtir durante cinco dias, no sobe e desce pelas ruas do Pelô, diversos grupos musicais e de performance, que prometem não deixar ninguém parado.
Um Carnaval seguro, democrático, sem trios, cordas e para toda a família. A irreverência vai marcar os desfiles das bandinhas de sopro e percussão, bandinha de percussão, bandinha de corda e percussão e bandão. Nomes como Fanfarra do Ney, Varal de Cordel, Banda Meninos da Rocinha do Pelô, Maracatu Santo Antônio, Paroano Sai Milhó, Bandão Jurema, Escola de Samba Unidos de Itapuã, A Boiada Multicor, Folia Mamulengo, Cia das Danças e Folguedos estão na programação. 
Serão sete horas por dia de música pelas Ruas do Pelô. Os desfiles acontecem de sexta (24) a terça-feira (28), das 15h30 às 19h, com o primeiro grupo de bandas e performances, e das 20h às 23h, com o segundo grupo. 
Outros Carnavais
O Carnaval de Maragojipe, que integra o projeto Outros Carnavais, da Secretaria de Cultura (Secult), tem mais de 180 anos. Na cidade com cerca de 40 mil habitantes, localizada no Recôncavo Baiano, é preservada e renovada a cada ano a tradição dos mascarados, que se esbaldam nas ruas e praças da cidade. Com início no sábado (25) e fim na terça-feira (28), a festa reúne aproximadamente 80 mil pessoas. 
Concursos de marchinhas, de mascarados e de fantasias fazem com que a cada ano as alegorias fiquem cada vez mais bonitas e irreverentes. Para animar os foliões, grupos de mascarados, bandas de fanfarras e de samba de roda fazem a festa em Maragojipe. Fazem parte da programação a Orquestra Maragojipana de Frevos e Marchinhas, Fanfarra Carnavalesca de Maragojipe, Os Alquimistas, Ed Bala e Fanfarra Mágica, Thais Ramos e Orquestra, Iracema e Orquestra, Bloco das Almas, Amauri Quirino, Renir e Orquestra, além de concursos de Mascarados e de Fantasias. 
Mas o samba de roda também tem vez em Maragojipe. As bandas Samba de Maragogó, Filhos de Dona Cadu, Filhos de Coqueiros, Samba de Roda Só Pra Agradar e Samba de Roda Amor de Vovó vão animar o folião.
Carnaval da Cultura 
O Carnaval da Cultura é o carnaval da democracia e da diversidade e do folião pipoca, que leva para as ruas, durante todos os dias e circuitos da folia, a mistura de ritmos e gêneros musicais e, principalmente, a estética e a arte de diferentes artistas, grupos e entidades culturais da Bahia. São centenas de atrações e shows gratuitos de afoxé, samba, reggae, axé, pop, MPB e fanfarras. 
O Carnaval da Cultura – uma realização da Secult, por meio do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) – está organizado a partir de quatro programas: Carnaval do Pelô, Carnaval Pipoca, Carnaval Ouro Negro e Outros Carnavais. A programação completa nos sites da Secult e do Carnaval da Bahia.
 
Fonte: Ascom/Secult