O programa que busca melhorar a qualidade dos serviços prestados por unidades da administração estadual, a exemplo de escolas, delegacias e hospitais, ganhou um incremento. O documento que libera a execução da segunda etapa do Bahia Mais Digital, implantado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (Secti), já foi assinado.  
Juntas, a primeira e a segunda fase do programa abrangem a instalação de 508 pontos de fibra ótica, sendo 300 deles pertencentes à inicial e os outros 208 à etapa seguinte, todos em Salvador. Com a implantação, essas unidades passam ter uma conexão de alta velocidade, que pode atingir até um 1gb, representando duas mil vezes a capacidade atual. “A meta final é dotar as unidades dos 417 municípios baianos, vinculadas ao governo estadual”, ressalta o titular da Secti, Manoel Mendonça. 
Para conferir mudanças provenientes da instalação dos pontos, Mendonça, acompanhado de gestores do órgão, iniciou uma série de visitas a locais de diferentes segmentos, onde colhe opiniões de quem trabalha, no dia a dia, com processos que dependem da internet. É o caso do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, na San Martin; do Colégio Estadual Mestre Paulo dos Anjos, no Bairro da Paz; e Esquadrão de Polícia Montada da Polícia Militar da Bahia, em Itapuã, que foram visitados na tarde de quarta-feira (18).
Foto: Caio Issa/Secti
Mendonça visita locais onde foram instalados os pontos de fibra ótica, como o Esquadrão de Polícia Montada
(Foto: Caio Issa/Secti)
Mais agilidade 
A agilidade de processos nas unidades reflete, diretamente, no serviço que é prestado para o cidadão. O diretor do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, Juraci Xavier, que está há mais de 18 anos na unidade, conta que “o Bahia Mais Digital vai ajudar em trâmites como a matrícula dos alunos, um processo que sofria com a falta de uma boa conexão”. 
A primeira etapa do Bahia Mais Digital está em fase de finalização. Dos 300 pontos previstos, 231 já foram ativados, o que representa 77% concluídos. A instalação em unidades pertencentes à segunda fase deve ser iniciada no próximo mês.

Fonte: Ascom/Secti