O Bahia Mais Digital, programa da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (Secti) que vai levar fibra ótica para todas as unidades da administração estadual, acaba de ganhar uma ferramenta de transparência online. A página para acompanhamento da implantação do programa, que teve a primeira fase iniciada em Salvador, já pode ser conferida no site da Secti, a partir desta sexta-feira (13).
De fácil manuseio, a ferramenta de acompanhamento gerencial divide o controle das informações por gráfico e por mapa, além de permitir que a população siga a instalação, ponto a ponto, em diferentes recortes, dos locais beneficiados, entre eles delegacias, escolas, postos de saúde, universidades, hospitais e bibliotecas. Ainda em fase inicial de implantação na capital, o Bahia Mais Digital já possui 215 pontos ativos.
De acordo com o secretário Manoel Mendonça, não houve investimento adicional no que se refere ao desenvolvimento do dispositivo, realizado em cima de uma plataforma já disponível dentro da infraestrutura fornecida pelo Governo do Estado para o funcionamento da própria Secti. “Vale lembrar que a mesma informação que a nossa equipe tem acesso é a que está pública, na internet, para os cidadãos interessados em acompanhar o andamento do programa”, ressalta o titular da secretaria. 
Foto: Reprodução
(Foto: Reprodução)
O Bahia Mais Digital está permitindo a migração de uma rede, atualmente limitada a uma velocidade média na ordem de 512kb até 1mb, para uma conexão de alta velocidade que pode atingir até um 1gb, representando até duas mil vezes a capacidade atual. O objetivo é que a qualidade dos serviços ofertados pelo Governo do Estado dê um salto expressivo, melhorando resoluções, principalmente, nas áreas de saúde, educação e segurança pública.
Para acessar a ferramenta e acompanhar a implantação dos pontos de banda larga em tempo real, o cidadão deve acessar o site da Secti, na aba Rede Banda Larga – Bahia Mais Digital. A atualização é dinâmica e em tempo real. A novidade permite universalizar aos baianos as informações acerca de um dos principais projetos capitaneados pela Secti. 
Andamento
A ligação dos pontos está sendo executada em parceria com a Companhia de Processamento de Dados do Estado (Prodeb). Já em operação, a rede própria de fibra ótica da Bahia deve, no decorrer de 2017, conectar um total de 600 pontos na capital baiana. A segunda fase do Bahia Mais Digital abrange, inicialmente, os principais polos regionais do interior baiano.