Centenas de gestores municipais e trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (Suas) da Bahia participaram, em Salvador, do primeiro encontro deste ano da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) e do Colegiado Estadual de Gestores Municipais da Assistência Social. O impacto da PEC 55 no Sistema, a situação do Pacto de Aprimoramento de Gestão para as novas gestões e a agenda do apoio técnico voltado ao exercício de 2017 foram os principais assuntos discutidos no evento.

Como houve uma mudança de cerca de 80% do quadro da gestão da Assistência Social nos municípios baianos, com as eleições de 2016, o foco maior foi para a apresentação do plano que a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado (SJDHDS) preparou para os novos gestores com o objetivo de apoiá-los no começo do exercício e durante o primeiro ano de gestão.

Segundo a superintendente de Assistência Social (SAS) da SJDHDS, Leisa Sousa, será realizado um conjunto de atividades de apoio técnico, como seminários e capacitações – com novos cursos do CapacitaSuas – para acompanhar, monitorar e assessorar os municípios. A nova gestora da Assistência Social do município de Piripá (centro sul), Taise Nunes, disse que várias dúvidas acerca do Plano de Ação de 2017, do calendário, agendamentos e prestações de contas foram sanadas no evento, realizado, na segunda-feira (23), no auditório da Secretaria de Agricultura da Bahia (Seagri), no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

“Essa parceria com a SAS é fundamental para melhorar nosso trabalho, principalmente num município como o meu que fica tão distante da capital. Com esse apoio, nos sentimos mais seguros”, enfatrizou Nunes. Na reunião do Coegemas, com o mesmo público, também ficou definida a nova composição da CIB e foram criadas a Diretoria Estadual Provisória e a Comissão para a eleição da Diretoria Executiva do Coegemas.

Fonte: Ascom/ Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado (SJDHDS)