Após a abertura dos envelopes e análise das propostas previstas na Chamada Pública, a equipe da Superintendência de Patrimônio (Supat) da Secretaria da Administração do Estado (Saeb) divulgou nesta sexta-feira (21) que a construtora Magalhães Júnior Locações e Serviços LTDA será a responsável por realizar o desmonte parcial de estruturas metálicas e de concreto do Centro de Convenções da Bahia, em Salvador.

A contratação emergencial por dispensa de licitação seguiu critérios como o menor preço apresentado, o cumprimento dos requisitos previstos no Termo de Referência e a apresentação do atestado que confirma a visita de um representante da empresa ao local.

De acordo com o secretário estadual da Casa Civil, Bruno Dauster, entre as exigências do termo, estão a apresentação do plano de execução dos trabalhos e o plano de descarte de resíduos sólidos. “Feita essa primeira etapa do desmonte, os peritos terão condições de entrar para fazer a perícia”, concluiu Dauster.

O prazo para desmontagem é de 120 dias, contatos a partir da ordem de serviço no valor de R$ 1.89 milhão que será emitida pelo Governo do Estado assim que a empresa obtiver o alvará junto ao órgão municipal competente.

Visita técnica

Nos dias 17 e 18 deste mês, representantes de 16 empresas interessadas na desmontagem do Centro, divididos em grupos, realizaram visita técnica ao local, acompanhados por servidores da Supat, Corpo de Bombeiros Militar da Bahia e Defesa Civil do Estado. Após verificar a situação do local e as possibilidades de execução do trabalho, as empresas apresentaram as propostas na quinta-feira (20), no auditório da Companhia de Engenharia Hídrica e Saneamento do Estado do Estado (Cerb), no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Desabamento e desmontagem

Com quase 40 anos de inaugurado, o Centro de Convenções da Bahia estava fechado para obras de recuperação, quanto parte da estrutura desabou no mês de setembro. Serão executados dois planos de desmonte, o primeiro na área que desabou e o segundo no restante do equipamento.