Em breve, o Tecnocentro Bautista Vidal, principal edificação do Parque Tecnológico da Bahia, em Salvador, contará com mais cinco startups: MH2 (engenharia); Saúde Via Net (tecnologia da informação); Unique (jogos e animações); SRD (consultoria em gestão empresarial); e Garoto EPP (Agro e Indústria). As empresas foram selecionadas pela segunda rodada da Chamada Pública de 001/2015, cujo resultado foi divulgado na última quarta-feira (5), podendo permanecer por até três anos no equipamento.

Com 25.900 metros quadrados de área construída, o Tecnocentro atualmente abriga 16 empresas incubadas que recebem o apoio da Áity Incubadora do Parque Tecnológico, coordenada por Antônio Rocha. Em média, a Áity oferece suporte a 20 incubadas por vez, podendo apoiar um número maior ou menor de empresas, simultaneamente. “A flutuação se deve ao tempo que cada uma dessas startups leva para atingir a maturidade, podendo se tornar residente do Parque ou indo se instalar em um local diferente”, esclarece Rocha.

Parque Tecnológico da Bahia
Parque Tecnológico da Bahia (Foto: Manu Dias/GOVBA)

Apoio

A lista de serviços ofertados pela Áity aumenta a cada dia e possui nível equiparado ao de grandes incubadoras brasileiras. Dos últimos meses para cá, quem passa a integrar o rol de startups do Parque conta com mentoria, consultoria in company, assessoria de imprensa e capacitações em planejamento estratégico e de marketing. O Parque Tecnológico, que é vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (Secti) completou, no último mês, quatro anos de funcionamento.

Fonte: Ascom/Secti