Inaugurada há uma semana, a nova Unidade de Pronto Atendimento de Feira de Santana (UPA) tem atendido cerca de 120 pacientes por dia e conta com plantonistas das especialidades ortopédica, clínica médica, cirurgia geral e pediátrica em tempo integral. A expectativa, ainda para este mês, é que os atendimentos cheguem a 300 pacientes por dia.

Para Marco Antonio Andrade, diretor do Instituto Fernando Filgueiras, organização social que administra a UPA, o crescimento rápido da demanda demonstra a importância que a unidade tem para Feira de Santana. “A UPA veio suprir tanto a pressão na porta do Hospital Clériston Andrade quanto à demanda reprimida por atendimentos de urgência de baixa e média complexidade na cidade como um todo”, afirma.

O diretor do Hospital Geral Clériston Andrade, José Carlos Pitangueiras, reforça que o equipamento já está provocando reflexos positivos para a unidade de saúde que fica ao lado da UPA e é responsável por atender toda a demanda de urgência e emergência da região. Os atendimentos tiveram início no dia 27 de setembro, oferecendo 24 leitos de observação, sendo quatro para atendimento de pacientes críticos, além de laboratório clínico e equipamentos para auxiliar o diagnóstico.

Foto: Mateus Pereira/GOVBA
A UPA está localizada ao lado do Hospital Geral Cleriston Andrade (HGCA)
(Foto: Mateus Pereira/GOVBA)

O jovem Felício Macedo de Silva, 27 anos, primeiro paciente em observação na unidade, demonstrou satisfação no atendimento. “Está tudo muito bonito e acolhedor. A equipe está de parabéns. Essa UPA é muito importante para o povo de Feira”. O UPA recebeu investimento total de R$ 4,3 milhões, provenientes de recursos estaduais (R$ 2,4 milhões) e federais. Os pacientes estão sendo atendidos conforme os protocolos de acolhimento com classificação de risco.

Fonte: Ascom/Sesab