O Hospital Geral do Estado 2 (HGE) foi inaugurado há menos de um mês, e os reflexos positivos já podem ser percebidos na emergência do antigo HGE 1, onde os pacientes graves são atendidos e, caso necessário, operados com maior agilidade. A situação foi observada pelo secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, que conferiu de perto o funcionamento da unidade neste domingo (23).

“O HGE 2 permitiu que a emergência do antigo HGE 1 seja mais ágil na realização de cirurgias e resolutiva em um dos principais problemas que estrangulam a rede de urgência e emergência do estado, que são as cirurgias relacionadas ao trauma”, afirma Vilas-Boas.

hge

Na inspeção, realizada para verificar as condições de atendimento da população, além de fiscalizar o cumprimento das escalas dos profissionais e aferir o bom funcionamento dos equipamentos de imagem, o secretário estadual da Saúde identificou que todas as unidades do HGE 2 estão em funcionamento, a exemplo da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e Unidade de Cuidados Intermediários, que estão com todos os leitos ocupados. A unidade de queimados, pediatria e o centro cirúrgico estão operacionais, mas até o momento não houve demanda para a capacidade instalada.

O secretário Fábio Vilas-Boas aponta uma maior agilidade no atendimento a pacientes com traumatismo craniano e raquimedular, duas condições em que o tempo de espera impacta muito no prognóstico. "Com o HGE 2 estamos, simultaneamente, ampliando a assistência com a abertura de novos leitos, desafogando o antigo HGE 1 e oferecendo maior qualidade na assistência aos pacientes", destaca.

Fonte: Ascom/ Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab)