Instalação do Comitê Territorial de Articulação (CTA) da Agenda Territorial da Bahia (AG-TER) e construção do seu plano de trabalho. Com este objetivo, duas equipes técnicas da Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan), órgão responsável pela coordenação da Agenda, estiveram reunidas paralelamente, nesta quarta-feira (19), nos municípios de Irecê (centro norte) e Valença (baixo sul), com representantes dos governos municipal e federal, colegiados de desenvolvimento territoriais (Codeter´s), agentes financeiros, universidades, serviços de apoio ao empreendedorismo, institutos federais de educação, consórcios públicos e representações municipais.

Os Territórios de Identidade do Baixo Sul e Irecê, juntamente com Velho Chico e Litoral Sul, serão os primeiros na implantação das ações da AG-TER. Segundo o vice-governador e secretário estadual do Planejamento, João Leão, o objetivo da agenda é propiciar oportunidades de desenvolvimento aos territórios de identidade da Bahia. Isso mediante a integração de esforços entre diversos atores públicos e privados de diferentes segmentos para viabilizar a implantação de empreendimentos produtivos em todos os territórios e fomento à cultura empreendedora, a fim de promover a geração de renda e a melhoria da condição de vida da população baiana.

O CTA é uma instância de articulação institucional formada por atores sociais locais, como representantes dos governos federal, estadual e municipal, além de agentes financeiros, instituições de ensino e consórcios públicos, entre outros, com o propósito de identificar e propor projetos econômicos, facilitar a formação de parcerias comerciais, identificar e dialogar com empreendedores e agentes institucionais, sempre buscando encontrar soluções e criar oportunidades para o desenvolvimento econômico em cada território.

De acordo com o diretor de Planejamento Territorial da Seplan, Thiago Xavier, o comitê é o espaço mais importante da governança. “A instalação do CTA é o último passo para que possamos dar início às atividades da AG-TER, é a instância que vai fazer acontecer”. Mais detalhes estão disponíveis no site da Seplan.

Fonte: Ascom/Secretaria do Planejamento do Estado