Cumprindo com o prometido, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) liberou R$ 900 mil, dos R$ 5 milhões para a primeira etapa do convênio assinado com a Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento do Estado (SHIS). Com isso, neste primeiro momento, nove assentamentos de sete municípios do nordeste baiano serão beneficiados com sistemas de abastecimentos de água, o que resultará num total de 853 famílias rurais realizando o sonho de ter água potável em suas torneiras. O programa engloba 39 assentamentos e busca atender a 6.853 mil famílias assentadas.

Entre os beneficiados estão os assentamentos de Alagoas e Pedra Branca (Jeremoabo); Varzinha (Canudos); Nossa Senhora de Fátima, (Santa Brígida); São Francisco e Santo Antonio (Esplanada); Terra Prometida (Tucano); Fazenda Cajuba (Nova Soure) e Serra Verde e Fazenda Suissa (Senhor do Bonfim). Para este ano, mais 11 cidades, que ao todo representam 10 territórios de identidade e seis movimentos sociais e um total de 2.922 famílias contempladas, estão no cronograma de ações da Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb), empresa vinculada à SIHS, que é responsável pela intervenção.

O secretário Cássio Peixoto informa que, para 2017, “está previsto repasse no valor de R$ 12 milhões, contemplando 18 cidades, 12 territórios de identidade e 1.985 famílias, somando-se a R$ 15 milhões em 2018, com o propósito de atender 29 cidades, 10 territórios de identidade e 1.973 famílias”. Segundo ele, “trata-se de um projeto inovador,, na medida em que vai levar água para os assentamentos, fortalecendo a reforma agrária e, conseqüentemente, estimulando o desenvolvimento regional. Afinal, não é possível pensar em qualidade na produção agrícola e na pecuária sem falar em água”.

Peixoto reafirma também que o Governo da Bahia segue com a meta de “universalização da água como prioridade e condição cada vez mais imperativa em sua gestão". Constam na lista ainda Bom Jesus da Lapa (Assentamento de Boa Esperança), Muquem de São Francisco (Assentamento de Santa Bárbara), Itajuípe (Assentamento de Londa), Ilhéus (Assentamento Conjunto Bom Gosto), Morro do Chapéu (Assentamentos Nascença e Conquista), Riachão das Neves (Assentamento Castelo), São Desidério (Assentamento de Caxiado), Prado (Assentamentos de Antônio Araújo e Jacy Roha) e Belmonte (Assentamento de Piaçava).

Fonte: Ascom/Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento do Estado (SHIS)