Aproximadamente 20 mil pessoas, como preveem os organizadores, estão sendo esperadas para a 6ª edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica), que acontece desta quinta-feira (13) a domingo (16), com o apoio do Governo do Estado, no município baiano localizado a 130 quilômetros de Salvador. O público vai participar de discussões sobre literatura, do lançamento de livros e conhecer ou revisitar os pontos turísticos da cidade, contribuindo para movimentar a economia local.

A Secretaria do Turismo do Estado (Setur) manterá um balcão de informações turísticas na Casa do Governo (em frente à Casa de Câmara e Cadeia), onde haverá exibição de vídeos promocionais e distribuição de material informativo. Outra iniciativa é a oficina de turbantes, que valoriza a influência da cultura de matriz africana. Haverá ainda uma homenagem ao mais conhecido escritor baiano, Jorge Amado, que será representado como estátua viva, próximo ao Conjunto do Carmo. Os serviços da Setur serão oferecidos entre os dias 13 e 15, sempre das 9 às 19h.

Flica
A oficina de turbantes, que valoriza a influência da cultura de matriz africana, volta acontecer no evento


De acordo com o secretário de Cultura e Turismo de Cachoeira, André Reis, todos os 600 leitos dos hotéis da cidade estão lotados. “A procura agora está direcionada a casas para aluguel”. A pousada Identidade Brasil fechou a reserva dos seis quartos no primeiro trimestre de ano. “O público da Flica costuma procurar hospedagem com antecedência. Geralmente, em março, quando sai a prévia da programação”, explica a proprietária Rosângela Cordaro.

A expectativa também é das melhores para Daniel Santana, sócio do restaurante Pai Tomaz. Ele está prestes a inaugurar uma pousada de mesmo nome, com 35 leitos. O local pode ser a aposta para quem ainda não conseguiu hospedagem. “Estamos finalizando as obras e, neste início da semana, devemos liberar as reservas. Temos uma lista de espera com 25 nomes e acreditamos fechar todas as reservas em um dia só. A Flica é o principal evento para atrair turistas à cidade”. Já em relação à movimentação no restaurante, o empresário espera quadruplicar o faturamento, servindo até mil pessoas por dia durante a festa.

Fonte: Secretaria do Turismo do Estado (Setur)