A cidade histórica de Cachoeira, no Recôncavo, mais uma vez será palco para as expressões artísticas, musicais e obras literárias produzidas pelos estudantes da rede estadual. Durante a Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica 2016), que acontece desta quinta-feira a domingo (13 a 16 de outubro), alunos de várias regiões da Bahia irão participar de atividades como exposições, oficinas, encontros literários, saraus e contação de histórias.

Um espaço especial foi dedicado aos alunos – a Casa Educar para Transformar, localizada no anfiteatro do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), onde, na abertura do evento (13), às 9h, haverá a premiação do ‘Concurso Festa Literária na Rede Estadual: 169 anos de Castro Alves’. A programação inclui exposições de obras de arte dos estudantes criados para os projetos de arte e cultura como Artes Visuais Estudantis (AVE) e o Educação Patrimonial e Artística (EPA).

O espaço também abrigará uma Tenda Literária, onde serão promovidas discussões sobre obras de autores contemporâneos e atividades lúdicas como leituras de textos. Além disso, na oficina ‘Retratos Estudantis’, os participantes poderão customizar camisas, por meio da técnica de pintura conhecida como serigrafia.

Flica
Estudantes voltam a participar de atividades como exposições, oficinas, encontros literários e saraus

A Casa Educar para Transformar abrigará ainda os Saraus Literomusicais, quando os estudantes finalistas do Festival Anual da Canção Estudantil (Face/2015) soltarão a voz cantando músicas de suas autorias e que serão intercaladas com declamações de poesias e textos via o projeto Tempos de Arte Literária (TAL). Uma das novidades será a dança circular, momento em que os estudantes sairão do espaço dançando pelas ruas da cidade. Outras atividades com a participação dos estudantes da rede estadual terão como cenário a Praça 2 de Julho, onde haverá a Mostra de Livros – Coleção Pactos de Leituras de autores baianos, do 1º Edital de Literatura Infantil. Para a criançada há o ‘Cantinho de Leitura e Contação de Histórias’.

Concurso literário

Os 17 estudantes premiados no concurso foram selecionados entre as 121 obras inscritas nos distintos gêneros literários (poesia, prosa, carta e cordel). O objetivo da iniciativa é promover ações voltadas para o desenvolvimento das experiências criativas nos contextos escolares e a preservação da memória cultural da Bahia. Neste caso especial, os participantes foram motivados a produzir escritos literários baseados nas diversas temáticas da obra do escritor Castro Alves.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado