Autores, visitantes e moradores do Recôncavo baiano se reúnem, entre os dias 13 e 16 de outubro, para celebrar a Festa Literária de Cachoeira (Flica). Serão apresentadas diversas expressões culturais e artísticas pela cidade histórica, durante a quarta edição do evento. Para receber o público, as estradas de acesso ao município passam por intervenções. Obras no entorno, incluindo manutenção de vias, construção de ponte e atracadouro, também estão sendo realizadas pela Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra).

Rota mais utilizada para chegar ao evento, a BR-420 vai passar por serviço de manutenção, no trecho entre Santo Amaro da Purificação e Cachoeira, em cerca de 50 quilômetros. Outra alternativa para chegar à Festa Literária é seguir pela BR-101. Nesta estrada federal o motorista deve entrar no entroncamento do povoado de Capoeiruçu, que possui 5,9 quilômetros de extensão até Cachoeira. Este trecho de acesso a cidade passou por serviço de recuperação recentemente.

Obras no entorno

A estrada de acesso que liga o distrito de Belém a Cachoeira passou por serviço de manutenção rotineira. A intervenção nos 9,5 quilômetros de extensão foi realizada em meados do mês de setembro. Já em Maragogipe, está sendo construída a ponte do Baetantã. O equipamento de 525 metros vai fazer conexão do distrito de São Roque com povoado da Enseada do Paraguaçu. A ligação vai beneficiar aproximadamente 155 mil habitantes da região.

Prestes a ser concluído, o atracadouro Bica de Monte Cristo vai melhorar a mobilidade dos moradores e turistas da região de Saubara. O Governo investiu cerca de R$3,5 milhões na obra. Em Salinas das Margaridas, está sendo pavimentado cerca de 30 quilômetros, entre a BA-534 e o entroncamento da BA-001, até o estaleiro Paraguaçu. Também está sendo realizado serviço no acesso de Salinas da Margarida, com três quilômetros de extensão. As intervenções vão beneficiar 220 mil habitantes e devem ser concluídas este mês.

Fonte: Ascom/Seinfra