Para fortalecer ainda mais o ensino da Ciência na sala de aula, a Secretaria da Educação do Estado e a Academia de Ciências da Bahia (ACB) lançaram, nesta quarta-feira (19), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, o livro ‘Uma breve história da Ciências – A aventura do conhecimento científico ao longo dos séculos’, de autoria de Alex Vieira dos Santos, Amilcar Baiardi e Daniel Baiardi.

A publicação faz uma abordagem da evolução das Ciências da Grécia clássica à modernidade e é um instrumento para estudantes e professores terem acesso à esta trajetória do conhecimento científico. “Nosso objetivo é divulgar e popularizar as Ciências entre jovens e adultos. A proposta é que seja trabalhado em sala de aula a história das Ciências em atividades multidisciplinares, o que já venho fazendo como professor, no Colégio Estadual Pinto de Carvalho”, ressalta Alex.

livro Ciências

Lançamento ocorre no âmbito do projeto Ciência na Escola       Claudionor Junior/AscomEducação

Segundo ele, a intenção é desmistificar a ideia de que o conhecimento científico é para uma minoria e estimular novos quadros nas Ciências, principalmente as Exatas. A estudante Ruth Leal, 18 anos, do 3º do ano do Colégio Estadual Aplicação, que se considera “uma admiradora da Química e das Ciências Exatas em geral”, está “ansiosa para começar a leitura do livro”.

Ela pretende, juntamente com outros colegas, estimular o estudo de Química no laboratório da unidade escolar, onde, com uma linguagem simples, ministra aulas para os alunos com dificuldades de compreender os conteúdos de Química ou Matemática, por exemplo. “Com isso, quebramos o paradigma de que a Ciência Exata é complicada”.

O lançamento ocorre no âmbito do projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação. O subsecretário estadual da Educação, Nildon Pitombo, disse o livro é um valioso referencial e irá potencializar todo o trabalho em desenvolvimento por estudantes e professores dentro do projeto.  O vice-presidente da Academia de Ciências da Bahia, Edvaldo Boaventura, representando o presidente da entidade, Roberto Santos, destacou a importância da formação científica dos estudantes voltada à transformação social da sua realidade.

“Que esta publicação seja semeada em toda a rede estadual, por meio da Secretaria da Educação, neste novo momento que o órgão passa, nesta visão extraordinária sobre Ciências e Tecnologia e que vem cumprindo o seu papel de buscar, permanentemente, a construção de uma escola produtora de conhecimento científico através da educação tecnológica”, afirmou Boaventura.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado