Durante todo o ano letivo, os estudantes do Colégio Estadual Dalva Matos, no bairro do Lobato, em Salvador, aprofundam os conhecimentos sobre a Literatura para a preparação do Baile Literário ‘Era uma Vez’. O projeto marca a culminância dos estudos sobre as obras de diferentes autores e reúne, em uma grande festa, estudantes, professores e as famílias de várias localidades do Subúrbio Ferroviário de Salvador. A idealizadora da iniciativa que integra escola e comunidade é a professora de Língua Portuguesa, Marineuza Moura, uma das homenageadas, neste mês em que se celebra o Dia do Professor (15 de outubro).

O projeto, que conta com a orientação de professores e a colaboração de ex-alunos da instituição, tem o objetivo de promover a inclusão e a interação, mostrando uma maneira prazerosa de estudar literatura e de transformar conhecimento em arte, por meio das apresentações dos estudantes. Para isto, os alunos passam todo o ano letivo estudando sobre o assunto. Pesquisam sobre as obras que serão apresentadas, discutem figurinos, músicas, participam de aulas de canto, expressão corporal e teatro, realizam aulas de campo e escolhem obras ligadas à literatura brasileira, tudo isso sob a supervisão da professora.

Em 2016, o Baile Literário chegou à sétima edição, sempre com textos de obras de grandes autores, como Monteiro Lobato e Walt Disney, e já está em fase de preparação para a próxima apresentação. O estudante Gabriel Ferreira, 17 anos, diz que os bailes são inesquecíveis. “Apesar de todo trabalho para a elaboração dos figurinos, cenário, aulas de canto e dança, é gratificante. O projeto da professora Marineuza me fez repensar sobre a minha escolha profissional”, conta.

Thamara Jeane Santos, 3º ano, destaca a dedicação da professora em unir escola e comunidade. “O baile é uma ótima ideia da professora de integrar as turmas e a escola junto aos pais e a comunidade, além de nos tornar mais participativos nas ações da unidade para a construção do projeto. A professora sempre nos apoia e respalda na escolha dos temas, todos voltados para romances nordestinos”, acrescentou.

A professora e idealizadora do projeto, Marineuza Moura, fala sobre os resultados da iniciativa: “É uma grande oportunidade que os alunos têm de mostrar o trabalho de um ano. Os estudantes se dedicam e a comunidade e seus familiares abraçam o projeto. Sem contar que é a grande festa de formatura deles, pois ao final tem o baile dos formandos. É sempre perfeito. Para mim, é um prazer realizar este trabalho junto com eles. Um projeto social que eu não abro mão”, comemora agradecida pelo reconhecimento e pela homenagem.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado