Conhecer o mar pela primeira vez, transformar materiais recicláveis em brinquedos para crianças carentes, soltar pipas e aprender valores através da prática esportiva são algumas das experiências proporcionadas aos estudantes do Colégio Democrático Estadual Anísio Teixeira, localizado no município de Potiraguá (a 527 quilômetros de Salvador). As iniciativas são do professor Ricardo Silva, que, com seu jeito brincalhão e amigo de ser, tornam as aulas de Educação Física, Biologia e Química mais prazerosas e estimulantes. Ele é um dos homenageados pelos estudantes no mês em que se celebra o Dia do Professor (15 de outubro).

Para o professor Ricardo, educar vai além da sala de aula. Ele afirma que faz questão de incentivar valores familiares e de cidadania nos estudantes. “Trato meus alunos da mesma forma que trato meus filhos. Converso, dou conselhos, me preocupo, os estimulo ao aprendizado e pego no pé quando é preciso. Minha mãe era professora e me espelho nela para ser um educador melhor, com mais afetividade e que busca aprimorar as qualidades deles”, revela.

Para os estudantes Wanderson Arruda da Silva, 17 anos, do 3° ano, e Pedro José de Oliveira, 16, do 2° ano, o professor Ricardo é admirável. Recentemente, eles tiveram a oportunidade de conhecer o mar pela primeira vez, em Salvador, quando vieram participar da etapa baiana dos Jogos Estudantis da Juventude. Na ocasião, jogaram partidas de voleibol e ficaram em 3° lugar.

Educação
(Foto: Ascom/Educação)

“Foi uma experiência que vai marcar a minha vida para sempre e agradeço ao professor Ricardo pela oportunidade de conhecer a capital, de poder nadar no mar e treinar nas areais da praia, apreciando as paisagens”, revelou Wanderson da Silva. Pedro de Oliveira disse que “foi muito especial jogar em Salvador e ir para a praia. Só conhecia o mar através de fotos, televisão e internet, gostei tanto do mar que não queria mais voltar para casa”, contou, animado.

Segundo Guilherme Trindade, 15, do 2° ano, as aulas de Química são sempre interessantes. “Aprendemos os conteúdos de forma dinâmica e prática. Gostei muito de fazer brinquedos como ‘pega bola’, ‘vai e vem’, tabuleiro de damas e carrinhos confeccionados com materiais recicláveis, a exemplo de garrafas pet. O mais legal é que doamos os brinquedos para crianças carentes da comunidade”, comentou.

A estudante Heloisa Elen Pires, 15, do 1° ano, tem aulas com o professor de Biologia e Educação Física em sua turma e conta que são bem divertidas. “Ele sabe como nos ensinar de forma criativa, com motivação e nos sentimos estimulados o tempo inteiro com seu jeito brincalhão. Gostei muito de participar do festival de pipas, realizado este ano pelo professor”.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado