Despertar nas crianças e jovens o prazer pela leitura e a escrita é uma satisfação pessoal e profissional para o professor Adelson Menezes, do Centro Territorial de Educação Profissional do Litoral Sul II (Cetep) e do Colégio Estadual Presidente Médici, localizados no município de Itabuna, no sul do estado. Apesar de lecionar apenas as disciplinas de Química e Física, sua paixão pela Língua Portuguesa o levou a desenvolver uma oficina extracurricular e que está fazendo toda a diferença na vida dos estudantes. Adelson é um dos homenageados no mês em que se celebra o Dia do Professor (15 de outubro).

Cristiane Souza dos Santos, 22 anos, que faz o curso técnico de nível médio em Comércio, no Cetep, afirma que se redescobriu por meio do projeto ‘Leitura vai e escrita vem: colhendo produções no chão da escola’. Ela participa de atividades de leitura e produção textual, juntamente com outros estudantes interessados, em turno oposto às aulas regulares. “Passei quatro anos sem estudar e, quando voltei para a sala de aula, decidi dar o meu melhor. Foi aí que o professor Adelson me convidou para participar do projeto de leitura por acreditar no meu potencial”.

professor
Professor Adelson é acessível e acredita "no potencial dos estudantes". Foto:Ascom/Educação

Aluna ressalta que “graças ao incentivo constante” do professor, ela participou do concurso de redação do projeto Lápis na Mão, promovido pela TV Santa Cruz, no qual concorreu com mais de 28 mil estudantes e conquistou o 3° lugar. “Ele é mais que um professor, é um amigo que me ajudou a enxergar que eu posso ir muito mais além, pois quero fazer faculdade de Letras”.

Para Graziele Noronha Guimarães, 15, do curso técnico em Comércio, o professor Adelson tem um jeito especial que cativa os estudantes. “Ele faz questão de se aproximar da gente e nos motiva a cada dia. Eu já gostava de ler e, depois que eu passei a frequentar a oficina de leitura dele, meu gosto pela leitura e escrita aumentou ainda mais. Tudo o que aprendi vai me ajudar bastante na elaboração da redação para o Exame Nacional do Ensino Médio”.

A estudante Tainá Nascimento Meira, 17, do curso técnico de nível médio Desenho da Construção Civil, tem aulas de Química e Física com o professor. Ela diz que os conteúdos das disciplinas tornam-se mais fáceis devido à forma como o docente ensina. “Ele traz leveza para as aulas nas quais a leitura também se torna essencial para o aprendizado dos conteúdos”. A alunma foi convidada pelo professor a fazer uma apresentação do livro ‘O Diário de Anne Frank’, em uma atividade especial que será realizada no fim do ano letivo.

O professor Adelson Menezes diz o que está por trás do seu trabalho e que cativa tanto os estudantes. “Sou um professor acessível e acredito no desenvolvimento do potencial dos estudantes. Faço questão de dar o retorno a eles e explico onde devem melhorar. Isso os motiva a se esforçarem cada vez mais. São encontros nos quais eles viajam no mundo da leitura e da escrita de forma prazerosa, sem preocupação com nota e, sim, com o aprendizado”.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado