A quarta apresentação da temporada 2016 do ‘Concertando no Sesi’ destaca o grupo Vocais Consonantes, formado por integrantes do Coro Juvenil do Neojiba. O ensemble apresenta o espetáculo ‘Concertoons para crianças de 0 a 80 anos’, no qual apresenta temas de desenhos animados de diferentes épocas, com arranjos de Jamberê Cerqueira. O evento acontece nesta terça-feira (4), às 20h, no Teatro Sesi Rio Vermelho, em Salvador. Os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

O Dia das Crianças, comemorado em 12 de outubro, foi a inspiração para a escolha do tema do espetáculo. “Aproveitamos o mês das crianças para lembrar o que já vivemos. A construção deste concerto foi uma forma que encontramos de passar os nossos sentimentos para o público”, afirma Mateus Carvalho, membro do Vocais Consonantes. O espetáculo terá a participação do pianista Elson Lucas e de Tainã Troccoli, na percussão.

Como em todas as edições do ‘Concertando no Sesi’, após a apresentação dentro do teatro, o espetáculo continua na Varanda do Sesi. O espaço aberto cria um ambiente descontraído, onde a atração de cada edição do projeto traz um repertório prioritariamente popular. Desta vez, o grupo Vocais Consonantes canta as músicas de desenhos animados acompanhado de um violão.

Para a família

A coordenadora de canto coral do Neojiba, Yuli Martinez, destaca que esse é um concerto para todas as idades. “É uma apresentação para ir toda a família, porque traz música de desenhos da épocas dos pais, dos avós e dos filhos. Todos terão lembranças dos tempos de criança ouvindo as canções”, afirma Yuli, que auxiliou os integrantes do Vocais Consonantes a preparar o Concertoons.

Para Amanda Müller, coordenadora de música de câmara do Neojiba, o Concertando no SESI colabora para a profissionalização dos conjuntos que se formam dentro do programa. “O mais interessante é que quem gerencia toda a proposta artística são os próprios grupos. São eles que escolhem o repertório, a iluminação, o cenário e o texto que será apresentado para a plateia. Essa autonomia contribui para que eles se tornem um grupo de câmara mais maduro”.

Fonte: Ascom/Neojiba