As seis melhores experiências de Boas Práticas de assistência técnica e extensão rural (ATER) da Bahia, que vão disputar o Prêmio da Mostra Nacional de Boas Práticas de ATER na Agricultura Familiar, já foram selecionadas pela Comissão Estadual, formada pela Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e movimentos sociais.

As propostas selecionadas apresentam inovação com boa relação custo benefício, adoção de metodologia participativa, com enfoque multidisciplinar e intercultural, buscando a construção da cidadania e a democratização da gestão da política pública. Além disso, adotam os princípios da agricultura de base agroecológica como enfoque preferencial para o desenvolvimento de sistemas de produção sustentáveis, equidade nas relações de gênero, geração, raça e etnia e contribui para a segurança e soberania alimentar e nutricional.

As propostas concorrem em cinco categorias, organizadas em Sistemas Sustentáveis de Produção de Base Agroecológica, Cooperativismo e Associativismo – Organização Rural, Gestão da ATER, ATER para o Desenvolvimento Comunitário e Metodologia de ATER.

As Boas Práticas baianas serão enviadas à Comissão Nacional, que fará a seleção das melhores iniciativas de cada categoria. O resultado será anunciado no dia 31 de Outubro e premiadas durante o 2º Seminário Nacional de Boas Práticas de Ater, que acontecerá no período de 5 a 7 de dezembro, em Brasília, e serão publicados em versão impressa, para ampla divulgação.

Fonte: Ascom/Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR)